26 de outubro de 2010

Campeões dopados

Ao ler o livro "As Melhores Seleções Estrangeiras de todos os tempo" vi como a Hungria do técnico Gusztav Sebes e dos maravilhosos atacantes Puskas e Kocsis era ótima e como foi sofrida a derrota de virada para a Alemanha na final da Copa do Mundo de 1954. Mas estudiosos descobriram um mistério por traz deste título alemão.

Os atletas da então República Federal da Alemanha (RFA) se doparam nas partidas da Copa do Mundo de 1954. Eles injetavam pervitina, uma espécie de metanfetamina dopante, acreditando que era apenas vitamina C. A descoberta foi feita por um estudo universitário e descobriram que os alemães usavam desde 1949 o doping.

Os heróis de Berna não sabiam/ou achavam que sabiam o que injetavam. A droga é tão séria que hoje está entre as substancias dopantes proibidas. Nesta época a injeção também era utilizada em soldados que iam lutar na Segunda Guerra Mundial.

Nenhum comentário:

Postar um comentário