29 de abril de 2012

Déjà vu

O Santos venceu o São Paulo, pela terceira vez seguida nas semi-finais do Paulistão. Esse jogo resumiu as semi anteriores, foi como um Déjà vu. O Tricolor jogou melhor, só que o Santos levou. Neymar destruiu. O juiz foi horrível. E provavelmente o Peixe vai levantar o caneco.

O gol aos 4 minutos, de Neymar, de pênalti, movimentou o jogo, porém, como nos anos anteriores o Tricolor ficou no quase. Nem pra ser quase marcar, foi quase chutar. Lucas, Casemiro, Willian José e companhia falharam feio e não aproveitaram as condições climáticas e oportunidades diante do gol. Paulo Miranda falhou na defesa: além de ter feito o pênalti no Allan Kardec, deixou o camisa 11 livre pra fazer o seu segundo.

Neymar é mágico. Ele pegou a bola poucas vezes, mas em todas acabou com a defesa montada por Leão. Entretanto não aguento mais o exagero do craque santista. Paulo César Oliveira foi horrível. Caiu no teatro do peixinho e expulsou Cícero no final, devido a malandragem do menino-craque. Faltou ter expulsado Adriano, quando em um lance covarde deu uma pancada na cabeça de Casemiro e não anulou o gol do São Paulo, em que claramente Willian estava impedido.

O segundo tempo, apesar de mais equilibrado seguiu injusto. Como nos jogos anteriores Neymar foi o destaque. A bola puniu o Tricolor, o qual teve mais posse, contudo foi pouco eficiente ao bater de frente com a excelente defesa santista. Em 2010 Rogério Ceni caiu na paradinha do Neymar e tomou um de letra do Robinho, hoje, Dênis fez um bom jogo, porém assim como Júlio César (do Corinthians) e Deola (do Palmeiras) frangou. Agora, ele não precisa de xingamentos e gritos de "pipoqueiro", - o que terá aos montes - mas um apoio dos torcedores.

O Ney é o que o futebol merece ter. Um cara que pega na bola quando o jogo está chato e faz arte, seja provocando, driblando, caindo, reclamando ou dançando depois do gol. Eu (como torcedor) posso reclamar muito dele hoje, mas tenho certeza que estou errado; afinal: ele é o cara!

Ficou até clichê falar sobre esse jogo. O Tricolor do Morumbi não é time para jogar clássico. Falta aproveitar as chances, assim como Arouca, Ganso e principalmente o Reizinho da Vila fizeram. A arbitragem falha, só que para os dois lados. Não tem desculpa. O time da capital foi superior, mas se rendeu à arte de Neymar e companhia.

Acompanhe o NossoFutebolClube também por Twitter e Facebook

28 de abril de 2012

União Cast - #3

O União Cast segue sua rotina e nesta terceira edição abordamos o pedido de não-renovação com o Barcelona, do brilhante técnico Pep Guardiola. Particularmente essa foi a melhor edição das três, o que mostra um crescimento. A organização, argumentação e fala estão melhores, portanto confira abaixo o União Cast #3 e vote na enquete dizendo o que achou:



Acompanhe o NossoFutebolClube também por Twitter e Facebook

25 de abril de 2012

E o Real foi para o mesmo buraco

Real Madrid e Bayern de Munique fizeram um jogo muito superior ao Barcelona e Chelsea de ontem, porém o resultado (novamente) não foi o esperado. Apesar de ter saído atrás, os merengues ainda eram favoritos, porém nos pênaltis os bávaros conquistaram a vagas e farão a surpreendente - todavia bem interessante - final contra os azuis londrinos.

Cristiano Ronaldo novamente voou e provou que pode receber o prêmio de melhor do mundo, acabando com a sequência de Messi. Os torcedores do Real, que tanto riram dos blaugranos e exaltaram CR, foram para o mesmo buraco da equipe de La Pulga e aguardarão com o rabo entre as pernas o nome do campeão da Champions League 2011-12, cuja final acontecerá no dia 19 de maio.

O ideal de uma final seria um grande clássico entre Barça e Real, entretanto a decisão pegará fogo da mesma forma. Os vermelhos de Munique receberão o Chelsea, em casa, por pura coincidência. O poder ofensivo do time de Mario Gomez, Ribery, Robben e companhia é fortíssimo e mostrou isso durante a UCL, entretanto Di Matteo provavelmente fechará sua zaga, como fez contra os catalães, e aproveitará ao máximo seus contra-ataques.

O jogo será de ataque vermelho contra defesa azul, o que já garante um espetáculo, contudo existem os desfalques de Raul Meirelles, Terry, Ivanovic e Ramires (para o lado inglês) e Alaba, Badstuber e Luiz Gustavo (para os alemães). Esse ponto infelizmente rebaixará o nível do jogo, já que remendos serão feitos e as equipes jogarão ao estilo brasileiro: com tudo trocado dentro de campo.

Eu torcia para a final espanhola, entretanto não estou tão decepcionado como imaginava que estaria. O poder de atacar do Bayern e o potencial defensivo do Chelsea me animaram. Aposto nos bávaros, os quais jogarão em casa e possuem melhores resultados no campeonato, não obstante o jogo será pesado contra o Chelsea que corre atrás do seu primeiro título.

Acompanhe o NossoFutebolClube também por Twitter e Facebook

24 de abril de 2012

Eles não são ETs

O Barcelona empatou por 2 a 2 com o Chelsea e está fora da final da UEFA Champions League. Com esse resultado quem saiu perdendo foi o amante do esporte bem jogado. Os Blues não têm futebol de campeão europeu e é bom lembrar que chegaram à decisão jogando feio e com sorte (principalmente diante do Napoli).

Essa derrota da melhor equipe do mundo, mostrou que o Barça não é um time de extraterrestres e assim como nós mortais, eles também falham. Entretanto falharam na hora errada e depois de 3 resultados ruins as chances de um título do nível desta equipe saíram do campo de visão blaugrano.

Para vencer um mata-mata o bom futebol tem que ser diário, o que o time de Guardiola faz até que com uma certa facilidade no Campeonato Espanhol, todavia pecaram no dia errado e uma semana ruim acabou com todos os planos de um ano inteiro. É uma pena, já que definitivamente a bola no pé de Messi e companhia fascina todos admiradores do futebol bem jogado.

Obviamente o melhor seria uma final com os dois melhores clubes do mundo: Barcelona e Real Madrid. Entretanto Di Matteo acabou com a ilusão e adotando as melhores posturas dentro e fora de casa conseguiu parar o gigante espanhol. A calma ajudou o Chelsea nessas partidas e, deste modo, não foram envolvidos pelo cativante jogo catalão. Além de saber contra-atacar bem, os Blues mandaram no jogo sem a bola e esse tem sido o diferencial na partida contra "os melhores".

Definitivamente o Chelsea, com o futebol apresentado nesta temporada, não é o melhor time para chegar à final. Entretanto foram os únicos que não caíram na armadilha de liberar o jogo de passes de Pep Guardiola, portanto merecem o mérito. Nem sempre o virtual melhor vence e é essa imprevisibilidade que torna o futebol tão especial.

Acompanhe o NossoFutebolClube também por Twitter e Facebook

23 de abril de 2012

O melhor resultado

Corinthians e Palmeiras mereciam ser campeões? Definitivamente não. O alviverde está longe de ser o time que todos gostam de ver jogar e a tática manjada de vencer com gols de falta não passa mais. O alvinegro, porém, tem futebol para conquistar o Paulistão, todavia também não era o melhor; o futebol merece mais do que 1 a 0. Santos e São Paulo, comandados por Neymar e Lucas respectivamente, são os únicos clubes que merecem levantar o caneco, porém, infelizmente, se enfrentarão em uma "final antecipada" nessa semi-final.

É a realidade que ou o Peixe ou o Tricolor conquistarão o campeonato. Guarani e Ponte Preta farão outro jogão em Campinas, porém serão meros coadjuvantes na final. Eles podem até vencer um grande em partida única com falhas de goleiro, não obstante superá-los em dois jogos em uma grande decisão é improvável.

Para os pontos-corridos o time comandado por Tite é, de longe, o melhor: sabe acumular pontos e vencer nos momentos importantes, porém falta empolgação na equipe. Entretanto o Alviverde do Palestra e o Alvinegro do Parque São Jorge não tem perfil de campeão de mata-mata.

Obviamente os grandes que ficaram de fora farão falta. Desfalcarão a qualidade do futebol nessa fase decisiva. Entretanto, desta forma, teremos a garantia de que o melhor realmente vencerá.

Apesar do melhor jogo do campeonato decidir quem levantará a taça ele não terá a atmosfera de duas partidas com decisão direta. Lucas, Neymar, Jádson, Ganso, Muricy e Leão se enfrentarão em uma batalha de titãs e decidirão quem tem o mais bonito futebol paulista de 2012, a qual lamentavelmente caiu na chave errada.

Acompanhe o NossoFutebolClube também por Twitter e Facebook

22 de abril de 2012

A filosofia Muricy

Muricy Ramalho conquistou três Campeonatos Brasileiros seguidos pelo São Paulo e deixou a ideia de que para conquistar um título não basta ter apenas um bom time titular, é necessário um plantel capaz de substituir os 11 principais sem mudanças na forma de jogo. Parece que os clubes brasileiros aderiram essa filosofia, o que torna as partidas melhores por mais tempo.

Um exemplo claro desta forma de pensamento foi no clássico entre Flamengo e Vasco, neste domingo. A partida foi excelente, principalmente por causa dos grandes nomes que ambas equipes tem no banco. Felipe (do Vasco) era o melhor do jogo, porém caiu de rendimento no segundo tempo. Carlos Alberto entrou e não mudou muito a forma do alvinegro de atacar. Assim foi com o Fla na saída de Kleberson para a entrada de Bottinelli.

O São Paulo seguiu o exemplo deixado por Muricy e hoje tem um dos melhores (se não o melhor) planteis do Brasil. Na partida de sábado, contra o Bragantino, entraram João Filipe, Casemiro e Osvaldo, no lugar de Rhodolfo, Jádson e Lucas, com isso o time não mudou taticamente e inclusive melhorou sua forma de jogo. Além disso, perderam Luís Fabiano para o jogo contra o Santos, porém não fará muita falta já que Willian José também faz muito bem a posição.

O Tricolor Paulista e o Internacional, por exemplo, deram continuidade ao trabalho de Muricy, porém temos exemplos também de times que não se preocuparam muito com isso. O Palmeiras é um deles e sem bons reservas está para ser rebaixado da lista dos 12 grandes clubes do Brasil.

Esse legado deixado pelo técnico que hoje comanda é o Santos foi importante para o futebol brasileiro evoluir. A qualidade dos clássicos melhoraram deixando até os minutos finais, quando os atletas já estão bastante cansados, emocionantes devido a facilidade de substituições.

Acompanhe o NossoFutebolClube também por Twitter e Facebook

20 de abril de 2012

União Cast #2

O União Cast abre sua segunda edição falando do "Caso Oscar". O jovem atleta que pertencia ao São Paulo rompeu com o clube e foi parar no Internacional, com isso o Tricolor Paulista quer sua joia de volta e já entrou na justiça acusando o Inter e o empresário do atleta, Giuliano Bertolucci, de aliciamento ao meia. Confira o debate sobre esse tema no podcast desta semana:

 


*Música de abertura: Calvin Harris - Feels So Close
Música de encerramento: Emicida - Zica, Vai Lá

Acompanhe o NossoFutebolClube também por Twitter e Facebook

18 de abril de 2012

Resenha Canarinho #2.1

A Resenha Canarinho desta semana apresenta kits especiais feitos pela Nike. Como o estatuto da Seleção Brasileira (e acredito que de todas as seleções) não permite o uso de um uniforme third, a fornecedora esportiva resolveu criar um modelo exclusivo e limitado, para o uso dos torcedores.

A linha seguiu a ideia de 2010, preta com detalhes em amarelo; porém em 2011 foram feitas duas versões. Uma bem escura: preta com escudo, faixa no peito e logo do fornecedor em um cinza próximo ao preto. Já a outra versão assemelha-se mais à do ano anterior; com os detalhes em amarelo.

Confira as duas versões (em apenas uma apresentação):
Clique na imagme para ampliá-la

#A série desta semana foi mais curta, já que o ilustrador das camisas está sem tempo. Mas não se preocupem: semana que vem está de volta no ritmo normal.

Acompanhe o NossoFutebolClube também por Twitter e Facebook

Do ódio ao amor?

No período pós-Copa do Mundo de 2010 o nome mais comentado foi o de Felipe Melo. Os torcedores diziam por todo canto que o volante era o culpado pela eliminação da Seleção Brasileira da competição. Esses torcedores seriam capazes de perdoar o atleta e até mesmo amá-lo em seu time?

É bem difícil, mas creio que é a salvação do Flamengo. Willians é um pitbull dentro de campo, correndo com raça e desarmando com vontade, porém sem inteligência com a bola nos pés. O atleta do Galatasaray tem um perfil semelhante, porém sabe dar um bom passe, como foi na partida contra a Holanda quando serviu Robinho no único gol canarinho. Digo isso pois o camisa 8 está de saída para Itália.

Dos nomes possíveis no mercado, Melo é o melhor deles, uma vez que joga semelhante a Willians, logo, Joel não teria muitos problemas na adaptação do time. Caso o ex-Seleção fosse parar na Gávea, o sistema de criação e finalização de jogo do Fla seria composto por: Felipe Melo, Renato (com sua volta), Bottinelli, Ronaldinho, Deivid e Vágner Love (como pode-se ver na prancheta).

Apesar de Felipe Melo se encaixar perfeitamente no elenco do Flamengo ele é mais um dos atletas bad boys, já bem famosos no clube. Recentemente ele se envolveu em uma briga no Galatasaray. Mesmo sendo flamenguista poderia não cair nas graças da torcida, assim como foi na Copa do Mundo.

A contratação do ex-camisa 5 seria pontual. O torcedor flamenguista cobra raça e Felipe chegaria mostrando uma de suas características de correspondendo à expectativa. Além de não afetar o esquema tático, fazendo a mesma função de Willians, porém com mais saída de jogo.

Acompanhe o NossoFutebolClube também por Twitter e Facebook

16 de abril de 2012

Chegou onde queríamos

O Campeonato Paulista é muito chato (como já disse em outro post), mas a parte interessante dele enfim chegou. Depois de muitos jogos sem utilidade temos os 8 finalistas, que jogarão um mata-mata simples. No Campeonato Carioca (apesar de mais emocionante) foi um pouco diferente; Botafogo, Flamengo, Vasco e Bangu (deixando assim o Fluminense de fora) chegaram ao final da Taça Rio para jogar as semi-finais. E nada melhor do que isso do que uma palpitada geral, confiram:

Paulistão
São Paulo X Bragantino
O Tricolor Paulista, apesar de não fazer partidas constantes, vive um bom momento e deve passar facilmente pelo Bragantino.


Santos X Mogi Mirim
O Peixe é o clube brasileiro que mais me encanta. Neymar, Ganso e companhia pegaram o adversário mais fraco, ao meu ponto de vista, e vejo goleada pela frente.

Guarani X Palmeiras
Faz tempo que o Verdão não engata em uma boa fase; quando parecia que tinha chegado a vez, o barco do pirata Barcos afundou e o time novamente vive um momento ruim. O Guarani vai forte, jogando em casa e acredito em um empate.

Corinthians X Ponte Preta
Considerando a constância do time de Tite eu acredito que o Corinthians não terá muito trabalho, entretanto a vitória deve ser magra: como de praxe.

Cariocão
Vasco X Flamengo
Depois do clássico entre Fla e Botafogo ter crescido muito na competição, o grande Flamengo X Vasco volta a ser frequente e emocionante. Novamente eles se enfrentam nas semi, todavia acredito que o resultado favorecerá o Rubro-Negro.


Botafogo X Bangu
De todos os jogos palpitados esse (talvez junto ao do Santos) é o mais fácil. Apesar da raça do Bangu, o clube ficará para trás, após ser atropelado pelo time de "Loco" Abreu, Renato e Jefférson.

Esses foram os meus palpites, e você: acha que vai acontecer algo diferente? Quem sabe uma zebra... deixe o seu palpite nos comentários.

Acompanhe o NossoFutebolClube também por Twitter e Facebook

14 de abril de 2012

O Capixaba: A decisão fica para Aracruz (ou não)

Vitória e Aracruz duelaram para ver quem teria uma certa vantagem no jogo de volta, a princípio em Aracruz. O Dragão Vermelho saiu na frente: o empate por 1 a 1 no fim de tarde deste sábado, no Salvador Costa, garante ainda mais a facilidade de avançar para o clube, que precisa apenas de um empate para se classificar para a final. O jogo de hoje foi polêmico e o resultado mais do que justo.

O primeiro tempo foi completamente Alvianil, que acabou saindo na frente, com um belo chute de Mineiro. Vitinho, novamente, estava voando e Fusquinha cadenciava o jogo no meio, porém a parada para o segundo tempo mudou o rumo do jogo. A torcida do Aracruz pegou fogo (quase que literalmente já que os sinalizadores inflamaram os papeis jogados no chão) e empurrou o time que conseguiu marcar com Euller e avançou para o ataque, porém o jogo terminou no 1 a 1.

Alguns "pênaltis" polemizaram a partida. O juiz não marcou os torcedores visitantes ficaram enfurecidos tendo que ser contidos pela polícia. Infelizmente chegou a esse ponto do torcedor não saber distinguir um jogo que deveria ser lazer a uma guerra.

A partida não chegou nem aos pés do Vitória X Rio Branco da semana passada, inclusive foi bem fraquinha, masa força da torcida e a importância do jogo criou um clima muito bom. Novamente compareci ao estádio e novamente a torcida do Vix deixou os visitantes dominarem no grito.

O jogo de volta está marcado para ser no Estádio Eugênio Antônio Bitti, a casa do Aracruz. Entretanto o comportamento dos jogadores e da torcida pode impedir o Aracruz e jogar em casa. Neste caso o jogo pode ser transferido para o Engenheiro Araripe, o que ajudaria bastante o Vitória, o qual precisa de uma vitória para chegar à final.

/Atualização: O julgamento foi adiado o jogo de volta deve ser mesmo na casa do Aracruz.

Acompanhe o NossoFutebolClube também por Twitter e Facebook

Da cor do mar

O Santos apresentou na manhã deste sábado seu novo terceiro uniforme, em azul-turquesa. A camisa da "cor do mar" encaixou muito bem com os patrocínios que se adaptaram para o preto e diferente de muitos torcedores do Peixe, eu gostei. A inovação foi ousada; o que faltava à Nike a um bom tempo.

A camisa solta, como se vê em sites de venda, pode a princípio parecer estranha, mas em meio ao movimento da partida a cor vibrante que lembra o passado santista se destaca. E para não parecer tão chamativo os patrocínios (que sempre estragaram o uniforme do alvinegro praiano) ajudaram, já que foram aplicados em tons escuros - ainda não sei se é um azul marinho ou preto mesmo.

Acho legal também o fato de usarem uma combinação de camisa, calção e meias em apenas uma cor; ao estilo europeu de uniformes. O template semelhante ao da Seleção Francesa também caiu muito bem. Assim como no Coritiba esses cortes e a bela gola pólo dão uma cara séria a camisa.

Admito que em azul marinho com azul turquesa em alguns detalhes poderia ficar melhor. Agradaria não só a mim, mas acredito que a todos os torcedores. Entretanto adorei do mesmo modo esse uniforme. Ponto para a Nike.

#ParabénsSantos100

Acompanhe o NossoFutebolClube também por Twitter e Facebook

13 de abril de 2012

União Cast #1

A primeira edição do União Cast, em parceria com os blogs Futebol Planet, Armando a Jogada e Blog do Joca, está no ar. Infelizmente sem o Joca, discutimos sobre os principais temas da semana. O áudio não ficou excelente e por enquanto ainda não temos o vinheta, mas lembre-se: foi apenas o primeiro episódio.

Para abrir o podcast falamos sobre o Santos que completa o centenário no dia 14 de abril; em seguida comentamos e eliminação do Flamengo em uma situação emocionante e concluímos se mereciam ou não ter saído logo tão cedo da Libertadores. Em continuação comentamos a indicação da CBF aos árbitros sobre punir os jogadores com cartões em comemorações ou atos provocativos. Para encerrar demos nossos palpites em relação as semi-finais da UEFA Champions League.

Para conferir todos esses temas com nossas opiniões dê o play no player abaixo e vote na enquete da barra direita dizendo o que achou dessa união.


Vamos lembrar: semana que vem (na sexta-feira) tem mais, e provavelmente com o Joca.

Acompanhe o NossoFutebolClube também por Twitter e Facebook

12 de abril de 2012

Um pesadelo!

O Flamengo sofreu sua maior desilusão na noite desta quinta-feira. O Rubro-Negro tinha confiança para avançar de fase na Taça Libertadores, apesar da situação ser bem complicada. Quando seu jogo acabou, estavam classificados, afinal a partida entre Olimpia e Emelec (que já estava se encaminhando para o final) estava empatada. Entretanto o clube equatoriano marcou e deu início ao maior pesadelo do time gerido por Patrícia Amorim.

O ano não começou bem para a equipe de Vágner Love, Ronaldinho Gaúcho, Léo Moura, Felipe e companhia e tudo indica que o pesadelo não se encaminha para um final. Na Taça Rio o clube que sempre foi soberano, brigará por uma vaga na final da Taça Rio contra clubes como Vasco, Botafogo e Fluminense que não ignoraram a competição para ver se consegue chegar à grande decisão do Cariocão

Apesar de ser ruim termos menos um clube brasileiro na busca pelo título da Libertadores, foi mais do que merecida essa eliminação do Flamengo. Desde que Joel Santana assumiu o comando da equipe o time parece estar mais calmo, porém de uma forma negativa, se confortando com vitórias em partidas ruins. R10 acha que está em um spa, só que ao invés de pagar ele recebe 1 milhão por mês para entrar em campo (porque jogar o que sabe ele não faz).

Essa forma de eliminação foi a mais emocionante, porém creio que menos dolorida. Seria triste ver o time perder tudo e só jogar pra cumprir tabela. Love (que é o melhor do Fla, hoje) fez mais uma boa partida, vibrou com a classificação e chorou com a eliminação. Isso é bonito de se ver: raça até o fim.

Acompanhe o NossoFutebolClube também por Twitter e Facebook

11 de abril de 2012

Resenha Canarinho #2

A Copa América é uma competição na qual o Brasil sempre obtêm exito, porém em 2011 o time de Mano Menezes fracassou e perdeu para o Paraguai na semi-final nos pênaltis. Após o empate por 0 a 0 no tempo normal o jogo foi para a prorrogação que infelizmente não teve gols. Digo infelizmente devido ao fracasso da Seleção Brasileira nos pênaltis: Thiago Silva, Elano, Fred e André Santos desperdiçaram as 4 cobranças e eliminaram-nos da competição.

Em 2011, o Brasil não jogou apenas a Copa América. A equipe de Mano disputou o Superclássico das Américas; jogos disputados contra a Argentina em ida e volta. Entretanto há um detalhe interessante. Apenas jogadores que estão jogando em território nacional podem ser convocados. Mesmo com um time muito superior fomos "campeões" por pouco. Definitivamente não foi um ano bom.

Em relação aos uniformes tivemos trabalhos abusados. A Nike voltou com a gola amarela, o que me agradou muito, mas colocou uma barra sem sentido no peito da camisa, detalhe que desagradou os brasileiros. Um ponto positivo que posso destacar é o fato das costuras e detalhes terem sido mais bem trabalhados (nas versões de loja aparece na parte interior do escudo o desenho de um canarinho e dentro da gola a frase "Nascido Para Jogar Futebol"; diferente da versão de jogadores) além do tom do azul usado na away ter saído da tradicional cor viva de sempre. Confira as ilustrações:


Apesar do Brasil ter disputado duas competições, o jogo mias importante foi um amistoso contra a Romênia. Essa partida teve um clima festivo, afinal o maior artilheiro das Copas do Mundo - Ronaldo - estava se aposentando e eu tive a oportunidade de estar presente. Infelizmente a vitória foi por apensa 1 a 0, com um gol de Fred.

Mano, mesmo tendo chegado a pouco tempo, foi bastante criticado e ficou por pouco de não cair. Neymar mostrou que o cara da equipe e Ganso provou que não é tudo que prometia. Desta forma vemos que não estamos com essa bola toda.

Acompanhe o NossoFutebolClube também por Twitter e Facebook

9 de abril de 2012

Novidade na sexta-feira (13)

Sexta-feira (13), aqui no NFC teremos novidades. Aguarde...

Acompanhe o NossoFutebolClube também por Twitter e Facebook





8 de abril de 2012

O campeonato mais chato do mundo

 A gente só vai saber se de fato estamos bem na hora dos jogos eliminatórios.”. A frase dita por Luís Fabiano define bem o que é o Campeonato Paulista, a competição mais chata do mundo. A fórmula de disputa do Paulistão é ilógica, já que os principais clubes (o que interessa no estadual) disputam 19 partidas para saber o que já tinham certeza desde antes do início: que se classificariam paras as quartas-de-final (!).

Outro ponto que me incomoda é ver os 4 grandes terem que jogar partidas eliminatórias contra clubes pequenos, o que não gera emoção alguma à competição. Pode até ser que apareça uma zebra nessas partidas, porém é certo que se os gigantes não chegarem em massa nas semi-finais a final será composta por dois deles.

Com essa forma de disputa o Paulistão passa a imagem de um campeonato chato que só tem um campeão depois de 19 rodadas mais eliminatórias. Enquanto os cariocas vibram com títulos, que apesar de pouco expressivos são emocionantes, os paulistas jogam por 4 meses partidas bobas, perdem jogadores por lesões e só descobrem quem é o melhor na final.

Quando me refiro ao Campeonato Paulista como o mais chato do mundo não me refiro a seus clubes e jogos, mas sim ao seu formato cansativo que perde para o Cariocão, Gauchão, dentre outros. Afinal, é melhor assistir a um Ponte Preta X Guarani do que Resende X Friburguense.

O ideal seria reduzir o número de clubes na primeira divisão e dividir a competição em dois grupos (como no Rio de Janeiro). Deste modo, veríamos mais clássicos e mais finais, logo, a média de público aumentaria e tornaria o Paulistinha um campeonato mais atrativo; tanto para torcedores quanto para patrocinadores.

Acompanhe o NossoFutebolClube também por Twitter e Facebook

O Capixaba: Um dia de clássico!



Fazia um tempo que eu não ia ao Salvador Costa assistir um jogo do Capixabão. Fazia, porque neste sábado compareci ao estádio para ver Vitória X Rio Branco, o maior clássico do Espírito Santo, que fez jus à fama e encheu os olhos de quem compareceu. O resultado final já define bem o que foi a partida: um 3 a 2 justo pelo que o Alvianil fez no primeiro tempo e pela raça do clube Capa-Preta na segunda etapa.

Essa partida se resume a dois nomes: Vitinho e Reinaldo. O jovem atacante alvianil chegou no clube esses dias e já tira o sono de vários goleiros do estado. Hoje, o camisa 7 (sempre na velocidade) partiu para cima da meta de Reinaldo e tentou dar um gol para seus companheiros. Mas ele não saiu do jogo sem nenhum e é aí que entra o nome do ex-goleiro do Vitória; hoje no Rio Branco. O camisa 1 falhou de forma bizarra nos dois primeiros gols; em um deles Vitinho estava lá para fazer seu gol.

Como torcedor do Vitória senti falta de uma organização tática. O clube joga com pressa e nervosismo, além de os jogadores não se posicionarem bem nos contra-ataques. Muitas vezes é até a torcida que pede essa velocidade (que o clube não tem) para atacar, o que acaba pressionando os que tentam cadenciar a partida.

Já pelo lado do Rio Branco o time estava acertadinho, fora a defesa que deixou Vitinho, Mineiro, Dudu e companhia abusarem e fazerem três gols; fora os lances de perigo.

Pelo que acompanho do Capixabão pude perceber que esta partida foi uma das melhores. Muitos gols agitaram as animadas torcidas que compareceram em peso ao jogo e os ótimos chutes (que parecem mais calibrados) fizeram os arqueiros trabalharem. Agora o Rio Branco encara o Conilon e o Vitória pega o Aracruz; espero que vejamos outro Vi-Rio destes na final do Capixabão. Jogo bom tinha que ter todo dia!

Acompanhe o NossoFutebolClube também por Twitter e Facebook

4 de abril de 2012

Juninho ou Felipe?

O Vasco vive um constante dilema em relação a quem será o homem de experiência do time. As opções são duas: Juninho Pernambucano, que joga como um cérebro, armando as jogadas; ou Felipe, que apesar de armador é muito presente no ataque. O camisa 8 sai na frente nessa briga; tem jogado mais e melhor, ligando bem a defesa e o ataque.

Juninho é o cara para ocupar essa posição. Com o Reizinho em campo a bola rola tranquila e parece obedecer o craque nas enfiadas e cobranças de falta. O destino é certo: o gol, nem que seja para um atacante aparecer e marcar. Até Diego Souza é favorecido, uma vez que ganha liberdade para jogar ofensivamente e ainda tem um jogador de qualidade colocando bolas e apostando em seu potencial de ataque.

Felipe não é um mau jogador, todavia não demonstra liderança em campo e sua experiência acrescenta pouco aos 11 em campo. Na partida contra o Alianza Lima (nesta terça-feira) sumiu e ainda prendeu Diego Souza que estava subordinado ao seu rendimento.

Apesar de Juninho ser o cara ideal para estar em campo (considerando que os dois não podem jogar juntos) Felipe também é uma opção interessante, pois sabe passar bem pelos adversários, quando necessário, e ainda sabe finalizar bem, mesmo com pouco espaço.

Para esse time do Vasco o ideal é a escolha do Pernambucano cruzmaltino entre os titulares, já que um ocasional mau rendimento do atleta não compromete a equipe inteira, além de ser o gênio da equipe. Com o Reizinho em campo as faltas se tornam mais perigosas e a visão de jogo mais apurada; assim até o Alecsandro faz gol!

Acompanhe o NossoFutebolClube também por Twitter e Facebook

3 de abril de 2012

100% adaptável

Valdés; Puyol, Mascherano, Piqué; Busquets, Xavi, Iniesta e Fábregas; Cuenca, Messi e Dani Alves.
No futebol brasileiro os clubes têm elencos completamente limitados que a perda de um titular faz o técnico quebrar a cabeça para improvisar ou mudar o esquema tática. Como é no São Paulo, que não rende com Píris, mas não tem um reserva. No Barcelona não existe disso. Mesmo sem desfalques Pep Guardiola varia uma ou duas vezes de formação por partida, simplesmente para se adaptar ao jogo.

Nesta terça-feira Pep iniciou o jogo contra o Milan em um 3-4-3, com Daniel Alves, Messi e Cuenca no ataque. Fábregas apareceu na ponta do losango (como um camisa 10) do meio-de-campo. O time rendeu e seguiu assim até que Barça fez seu segundo gol, quando o técnico do time catalão mudou para o tradicional 4-3-3 indicado pela UEFA em suas imagens no início do jogo.

Puyol fez a lateral-esquerda e Dani retornou para a direita. Cuenca mudou de lado e deu espaço para Iniesta na esquerda. O meio foi composto por Busquets, Xavi e Cesc. Mais a frente, Thiago entrou no lugar de Xavi, sem mudar em nada o esquema, entretanto aos 29 Piqué pediu substituição e novamente Pep teve que mexer. Sem problemas: Entrou Adriano na lateral esquerda e Puyol voltou para a zaga ao lado de Mascherano. Próximo ao fim ainda saiu Fábregas e entrou Keita; mudança que deixou apenas os blaugranos mais defensivos.

São essas diferenças e opções que criam um grande contraste entre o nosso futebol e o luxo dos gigantes (apenas eles) europeus. Entretanto nenhum time é perfeito e o Barça já começa a sentir a falta de mais um zagueiro, o que para eles também não é um problema monstruoso: logo pagarão alguns milhões em algum bom jovem defensor.

Acompanhe o NossoFutebolClube também por Twitter e Facebook

1 de abril de 2012

Estupendo


O São Paulo conseguiu impressionar todos os torcedores presentes em Itu, deste domingo. Fez seu pior primeiro tempo do ano, mas a melhor segunda etapa, conseguindo virar um 2 a 0 sofrido no começo para 4 a 2, com uma redenção do zagueiro Rhodolfo.

Além de tecer um jogo apaixonante para seu torcedor, o São Paulo estragou a felicidade de seus rivais corintianos que secaram o Tricolor para recuperar a liderança. A ligação entre a defesa e o ataque do time de Leão não estava legal e Fabrício (que retornou de lesão) não respondeu às expectativas. Faltou também passar giz no taco; os atacantes estavam descalibrados e não aproveitaram as oportunidades que tiveram.

Sem Cortês e Luís Fabiano, o jogo foi duro e quem mandou no primeiro tempo foi o Ituano que marcou duas vezes em falha da zaga (sendo um de Rhodolfo, contra). O time estava desanimado e parecia que não teria reação, mas o esporro do Leão deve ter mexido com o psicológico dos atletas, os quais voltaram para a segunda etapa com outra cabeça.

Rhodolfo se  redimiu e marcou duas vezes de cabeça. Assim como o camisa 4 que virou seu corpo na comemoração de pirueta, o São Paulo virou o jogo com dois golaços de Lucas e Willian José. O que faltava no jogo foi correspondido: as bolas de longe apareceram e caíram só dentro das redes.

A vitória mostra que esse time tricolor pode ser uma rolo compressor em 2012. O potencial de virada da equipe é muito grande, todavia ainda tem muito à melhorar, como por exemplo a ligação (que tem que ser feita por Jádson). Agora, teremos que aguentar mais duas rodadas do Paulistinha à toa, já que os 8 classificados para as quartas-de-final já foram decididos.

Acompanhe o NossoFutebolClube também por Twitter e Facebook