30 de março de 2012

Quem pode, pode


O Fluminense fez uma partida confortável contra o Zamora, pela Libertadores. Jogou como quem parecia escolher o melhor momento para marcar e matar o jogo; e foi isso que aconteceu. Rafael Sóbis anotou aos 35 do segundo tempo e classificou com antecedência o Tricolor para as oitavas-de-final da competição.

Cercado de polêmicas, o jogo desta quinta, foi do Flu. O time de Abel Braga sofreu ao menos dois pênaltis na partida: lances duvidosos em Diguinho, Fred e Carlinhos. Na Venezuela os cariocas não fizeram uma boa partida, mas por que podem, afinal são o melhor time da maior competição das Américas. Estavam confortáveis e fizeram o gol da vitória quando estavam pior.

Um time com Fred, Deco, Thiago Neves, Diego Cavalieri, dentre outros, tem o controle de uma partida contra a pior equipe de seu grupo, apesar das adversidades do futebol. Ninguém brilhou, entretanto o conjunto soube jogar a competição com folga, para evitar excesso desnecessário de fadiga, cartões e até lesões.

Agora, classificado, com descanso, o Tricolor das Laranjeiras, terá tempo para se concentrar no Campeonato Carioca (que eu aposto que leva logo na Taça-Rio) e no adversário das oitavas; tendo o luxo de até ignorar o resto da fase de grupos. Abel Braga soube compor uma situação tranquila para fazer o Fluminense dar sequência às boas temporadas que tem feito.

Acompanhe o NossoFutebolClube também por Twitter e Facebook

29 de março de 2012

Lateral por lateral


O Santos vai muito bem no Campeonato Paulista e na Libertador com Juan, uma vez que o lateral-esquerdo tem participado efetivamente das jogadas de gol; diferente do que fazia no São Paulo. O camisa 3 está por empréstimo e ao final do seu contrato com o Peixe o Tricolor do Morumbi (ou o Alvinegro Praiano) pode fazer uma proposta de troca. Qual seria a melhor troca (viável) que poderia ocorrer?

Juan tem um contrato até o fim do ano com Santos e ao seu término o clube praiano deve tentar renovar o empréstimo ou fechar efetivamente o negócio. Para isso, o São Paulo poderia exigir alguns nomes, que cito por exemplo Alan Kardec, Elano e Maranhão.

São atletas que não são totalmente essenciais ao Peixe, já que não são titulares, contudo em lesões ocasionais de titulares apareceriam lacunas no elenco. Maranhão é uma boa opção, já que o Tricolor busca um lateral-direito (é bom lembrar que Douglas, ex-Goiás, já foi contratado e está se recuperando de lesão). Alan Kardec é o reserva imediato de Borges, portanto o transação poderia se complicar, aliás  o time de Leão já tem nomes como Willian José e Luís Fabiano para a posição. Elano é um atleta que encaixa perfeitamente nos dois elenco, mas para adquiri-lo o SPFC teria que desembolsou um bom dinheiro junto à liberação de seu baixinho lateral.

Se eu tivesse o poder de aprovar ou indicar contratações dentro do time do Morumbi, pediria o maranhense de 26 anos. O lateral preencheria o buraco que Píris até hoje não tampou. Contra o Guaratinguetá ele entrou bem, mostrando que tem força para brigar por uma vaga de titular, mas como não roubaria a vaga do recém-contrato, Fucile, uma saída pode ser a melhor solução.

Para o São Paulo a operação não seria totalmente vantajosa, já que Juan tem maior qualidade técnica e experiência que Maranhão. Mas como ele não vingou com a 6 tricolor o acordo favoreceria ambas equipes.

Esse negócio é como o de 2010, que envolveu os dois clubes quando Rodrigo Souto (até então no Santos) trocou de clube com Arouca (que estava no São Paulo). Como falta um lateral-direito no time de Juvenal Juvêncio e um esquerdo no Santos (sem Juan), a troca seria viável, útil e interessante.

Acompanhe o NossoFutebolClube também por Twitter e Facebook

A despedida de um craque


A melhor despedida dos últimos anos aconteceu ontem em São Januário. Edmundo fez sua última partida, agora oficialmente. O polêmico craque já havia parado de jogar, mas nas últimas semanas retornou aos treinos do Vasco para fazer essa festa - como deve ser uma despedida - na goleada do clube cruzmaltino sobre o Barcelona (do Equador).

Essa despedida foi tão excelente devido à forma do jogo: uma partida festiva com goleada. No último jogo de Ronaldo com a camisa da Seleção Brasileira, o - carinhosamente chamado - gordo, não marcou nos poucos quinze minutos da fraca vitória do Brasil sobre a também fraca, Romênia, por 1 a 0.

Não foi 1 (como na despedida do R9) nem 2, nem 3. O Vasco massacrou o Barcelona por 9 a 1, com direito a dois gols do Animal! Ele apesar de já ter saído do futebol, fez o último jogo por cima. Relembrando os velhos tempos de artilheiro na Seleção Brasileira, Flamengo, Corinthians, Fluminense, Figueirense, Santos, Cruzeiro, Seleção Brasileira, além de Vasco e Palmeiras, clubes nos quais ele foi ídolo.


Obrigado Edmundo, por ter proporcionado não só aos palmeirenses e vascaínos a felicidade de ver marcar, mas todos os brasileiros que torceram por você (infelizmente não tive essa oportunidade) nos jogos da Seleção. Desejo muito sucesso ao Animal na Rede Bandeirantes onde já se destacava (antes deste jogo) como comentarista.

Acompanhe o NossoFutebolClube também por Twitter e Facebook

26 de março de 2012

Resenha Canarinho #1


A série já pré-anunciada começa hoje. A "Resenha Canarinho" tem a intenção de falar sobre várias fases da nossa Seleção Brasileira, com ilustrações de Roscellino Neto (rnkits.blogspot.com) e textos de minha autoria.

Para iniciar, nada melhor do que falar sobre o momento que vivemos: uma fase conturbada em que a torcida pede a saída de Mano Menezes pelos maus resultados, mas ao mesmo tempo fica com um pé atrás, já que estamos tão próximos das Olimpíadas. Competição a qual jamais tivemos uma medalha de ouro no futebol e aparentemente não será essa equipe de 2012 que levará.

Os uniformes foram completamente renovados pela Nike para essa guerra no meio do ano. Ao invés de inovar, como fez em 2011, a fornecedora esportiva americana decidiu usar o básico como seu aliado. Reciclou a fonte da Copa do Mundo, pois a anterior não agradava e não abusou nos detalhes nem em faixas sem nexo no meio do peito. Apesar de simples a camisa passa uma imponência diferente. O manto canarinho já tem todo o peso e o novo com logos de sorte e representação (da carranca e dos cruzeiros na gola e a frase "Nascido para jogar futebol" na manga) deve amedrontar ainda mais os rivais que teremos pela frente. (Confira nas ilustrações).
Clique para ampliar
Clique para ampliar
Clique para ampliar

Infelizmente, nas Olimpíadas a Seleção não poderá utilizar o seu escudo, deste modo, a bandeira do Brasil entrará no lugar. Admito que não fica totalmente ruim, contudo, é algo que não estamos acostumados e primeira vista estranha.
Saindo da estética das camisas e voltando para o futebol devemos perceber que há uma certa ligação. A arte da bola nos pés é a marca registrada do brasileiro e essa Seleção pode voltar a mostrar isso. Desde 2006 (do comando de Carlos Alberto Parreira) não temos um time que joga bem e bonito; Neymar, Ronaldinho Gaúcho (bem contestado), Paulo Henrique Ganso, Daniel Alves, Lucas e companhia pretendem retornar com esse costume.

Por enquanto só fizemos um amistoso no ano, no qual vencemos (apertados) por 2 a 1 a Seleção da Bósnia. Nele, conhecemos um jogador que será importante na caminhada até a Copa de 2014: o atacante Hulk, do Porto. Com sua força física e raça dentro das quatro linhas pode jogar bem ao lado de Neymar e Ronaldinho (ou Ganso) na linha de frente do meio canarinho.
A confiança do torcedor em sua Seleção não é das melhores neste ano, porém bons jogos (não necessariamente vencidos) farão a torcida novamente sentir orgulho de ver um jogo com sua camisa amarela. Mano tem que procurar o entrosamento entre seus jogadores, achar a melhor tática (que já está no caminho certo) e invocar o espírito campeão, o qual já temos naturalmente.

As Olimpíadas estão vindo e mais amistosos desses acontecerão. As vitórias merecem ser repetidas, todavia não da forma como foi. Analisando as outras seleções Sub-23 (mais três jogadores acima da idade) temos a melhor equipe, portanto a obrigação de vencer é nossa. Faz 5 anos que não conquistamos nada digno, isso se for contar com a Copa América; se considerar a Copa do Mundo, são 10 anos na seca de títulos. As cinco estrelas acima do escudo brilham e pesam, logo, nossos atletas tem que mostrar que podem fazer isso e muito mais para carregar bem a torcida de 190 milhões de brasileiros pelo mundo até o próximo Mundial.

Acompanhe o NossoFutebolClube também por Twitter e Facebook

25 de março de 2012

Em Breve

Em Breve uma nova série no NFC...

Esse é o Corinthians

O Corinthians de 2012 aparenta ser o mesmo de 2010 e 2011: um time regular, de qualidade e que vence com quase todas por apenas um gol de diferença. Não importa a fase para o Timão, a equipe pode não viver o melhor momento, mas quando é para decidir fazem questão de se impôr; seja clássico ou não. Neste domingo confirmaram tudo isso ao vencer o Palmeiras, que venceu melhor suas últimas partidas.

23 de março de 2012

Isso tem que acabar

O deputado Carlaile Pedrosa, do PSDB-MG, apresentou um projeto de lei para tornar crime o uso de lasers em estádios brasileiros. É uma proposta no mínimo ousada, uma vez que os infratores seriam penalizados de um a dois anos de prisão, mais uma multa determinada pela justiça. O uso desses artificios para atrapalhar o adversário não são restringidos a ninguém. O goleiro, o atacante, o capitão, o técnico são atingidos e isso tem que acabar.

19 de março de 2012

Renovação também é moda

Da mesma forma que jogar com a gola pólo levantada (como vemos Neymar e Cristiano Ronaldo fazerem) e dançar após os gols a renovação também virou "moda" no Brasil. Os principais clubes do Brasil estão seguindo a tendencia de renovar com seus principais craques até a Copa do Mundo de 2014, quando provavelmente seus valores aumentarão significativamente, uma vez que o mundo se voltará para o Brasil.

18 de março de 2012

O melhor clássico paulista do ano

Palmeiras e Corinthians não estão mais sozinhos na briga pelo título; aliás, esse último foi ultrapassado pelo São Paulo que venceu o Santos neste domingo por 3 a 2. O San-São foi espetacular, o melhor jogo do Campeonato Paulista. A famosa dupla santista, Neymar-Ganso, sumiu e quem mandou foram os tricolores Lucas e Luís Fabiano.

14 de março de 2012

Vale a pena colocar a mão no fogo por Adriano?

Adriano foi dispensado do Corinthians e a torcida do Flamengo já pede o xodó de volta. É uma situação complicada. Infelizmente não será o mesmo Imperador de 2009, mas pode nos surpreender com mais uma volta por cima. Como torcedor eu gostaria de vê-lo no meu time, afinal ele não esqueceu como se joga bola.

12 de março de 2012

Há uma esperança!

12 de março de 2012, esse dia ficará na história do futebol! Nesse dia Ricardo Teixeira renunciou o comando da CBF após 23 anos. Ele não verá 2014 em suas mãos e quem sabe nem queira ver depois deste revira-volta intenso. Como já ouvi muito em minhas aulas de História: "Nenhum império dura para sempre!". E hoje acabou a "Era Ricardo Teixeira".

Uma nova parceria!

Com o objetivo de atrair mais pessoas ao blog, além de divulgar a minha opinião pela internet fechei nos últimos dias uma parceria importante. Com o Grupo CAP; leia um pouco sobre eles:

11 de março de 2012

O gol mais bonito do ano



O ano mal começou e já estou falando de gol mais bonito do ano. É claro que é cedo, porém penso que devemos ir por partes e me interessa de tempos em tempos eleger os melhores tentos do futebol brasileiro. Para começar já tenho 3 lances lindos que terminaram com a bola nas redes. Pelo simples fato de haver uma boa discussão sobre qual foi melhor criei uma enquete na barra lateral.

7 de março de 2012

Depois é só desafio

O Vasco bobeou demais na partida aparentemente fácil contra o Alianza Lima. Dominaram o jogo, porém perderam gols importantes e não aproveitaram o mando do jogo. Venceram apertado e o saldo de gols que poderia ser bem maior deve fazer falta na briga pela classificação com o Libertad-PAR e Nacional-URU.

5 de março de 2012

O talismã vermelho, preto e branco.

O São Paulo tinha uma joia rara e não sabia, um diamante que se lapidado com cuidado pode ser um dos destaques de sua vitrine. Cícero é o talismã precioso que deve ser visto com bons olhos. O meia capixaba não é o camisa 10 que atrai mídia e está toda semana na capa do jornal, muito longe disso. Como Giuliano no Internacional, em 2010, o 16 tricolor é uma peça importante que cabe em qualquer time do Brasil, não como protagonista, mas como o faz-tudo.

3 de março de 2012

O incrível Hulk

1970, o ano que o Brasil tinha sua melhor time, com Tostão, Gérson, Pelé, Rivellino, todos atacantes e meias ao mesmo tempo. 2012, Mano tenta reviver esse sistema, insiste em vários atacantes (Neymar, Damião e Hulk) juntos com dois armadores na equipe (Hernanes e Ganso/Ronaldinho), mas infelizmente o resultado é muito pior (e põe muito nisso).

2 de março de 2012

O futebol como deveria ser


São comuns as brincadeiras falando dos frequentes vice-campeonatos do Vasco da Gama. Nesta semana, uma capixaba - conterrânea minha - publicou no Youtube uma versão bem criativa da música "Chora Me Liga", da dupla João Bosco e Vinícius.

1 de março de 2012

Fifa Street

Jogar aquele futebol com os amigos no fim de semana é ótimo e agora essa experiência foi novamente levada ao videogame. O novo Fifa Street (apenas isso, não será o 4) será lançado no dia 13 de março, nos Estados Unidos. Assim como nos outros jogos da franquia você poderá jogar com o seu ídolo, ou seja, atletas profissionais estão no jogo. Jogando a demo, lançada nesta quarta-feira, pude tirar algumas conclusões, confira a análise abaixo.