30 de dezembro de 2011

3 anos!

Eu nunca imaginei que chegaríamos a 3 anos de blog, que acabou virando um "site". Esse espaço (melhor dizendo) começou nas férias, no tédio, na madrugada de um dia antes de quando vi a despedida do craque do beachsoccer Júnior Negão. O futebol estava me conquistando e no dia seguinte eu veria um jogo com Roberto Dinamite e Júnior (ex-Flamengo), o que seria mágico para mim.

28 de dezembro de 2011

O poder parisiense

O Paris Saint-Germain mudou completamente sua postura desde a compra do clube por milionários árabes. Desde então o clube gastou muito bem essa fortuna com contratações auxiliadas pelo diretor Leonardo. 43 milhões de euros forma pagos pelo meia-armador Pastore que tem feito sucesso no clube, entretanto a vida do PSG em competições internacionais não foi fácil.

21 de dezembro de 2011

Férias

MinhoFumeiro.pt
Entrei de férias a algumas semanas e não larguei o blog, inclusivo intensifiquei os posts. Agora, pretendo dar uma pausa e entrar de férias; mas nada impede que de vez em quando pinte algo por aqui.

Agradeço por tudo neste ano, que acredito que foi o melhor do blog. Estamos com o domínio e ainda alcançamos aos 200 mil visitas, além de ter conseguido algumas parcerias importante, tudo isso devido as visitas e comentários de vocês.

Obrigado e boas festas!

Acompanhe o NossoFutebolClube também por Twitter e Facebook

20 de dezembro de 2011

Podcast - #5 - Mercadão

O último Nosso Podcast do ano é sobre o mercadão. Eu e Felipe Ferreira comentamos as contratações e sugerimos algumas. Confira:



Acompanhe o NossoFutebolClube também por Twitter e Facebook

19 de dezembro de 2011

O Personagem: Daniel Alves

Daniel Alves em ação no Mundial
Daniel Alves apareceu quando ainda jogava pelo Sevilla, com grande velocidade e um ótimo chute foi convocado por Mano e seguiu nessa equipe até a Copa do Mundo. Não demorou muito para ser contratado pelo Barcelona e hoje é um dos protagonistas do melhor time do mundo.

18 de dezembro de 2011

4 foi pouco

Foto: Getty Images
Até a hora do jogo começar eu tinha esperanças na vitória santista, queria ver um clube brasileiro triunfar, mas assim que a bola rolou mudou tudo que eu pensava sobre essa partida. O Barcelona mandou, me conquistou e provou que tem o melhor jogador e o melhor futebol do mundo.

17 de dezembro de 2011

Análise Tática: Santos X Barcelona

Montagem feito por Felipe Simonetti
O tão esperado Mundial terá seu final amanhã, mas isso não é um motivo para ficar triste e devemos sim agradecer por termos essa bela partida entre Santos e Barcelona. Claramente os blaugranos são favoritos ao título, porém o Peixe tem mais vontade e deve contar com um contra-ataque poderoso, além dos destaques em bolas paradas.

Os reis do futebol

Montagem feita por Felipe Simonetti
2011 foi um ano movimentado, muitos títulos, jogaços e revelações. Neymar, por exemplo entrou no ano com grande expectativas e mostrou que é sim um dos melhores do mundo. Messi confirmou que é o melhor do mundo, enquanto Cristiano Ronaldo recuperou aquele mega futebol. Enfim, o ano foi produtivo, por isso o NossoFutebolClube resolveu escolher os 5 reis do futebol de 2011.

Resumo do Mercadão

Montagem feita por Felipe Simonetti
É só começar as transferências que começam as novelas: os portais esportivos criam diversas confusões, cada dia é uma notícia, cada site diz uma coisa, por isso fiz um apanhado de notícias importantes. Citarei abaixo tanto os negócios fechados como aqueles boatos ou que podem ter um final feliz, entretanto apenas dos 12 maiores clubes do Brasil (2 de Minas Gerais, 4 de São Paulo, 4 do Rio de Janeiro e 2 do Rio Grande do Sul). Confira:

14 de dezembro de 2011

Esse não é o Peixe que eu conheço

Foto: Reuters
O futebol me chamou as 8h30 da manhã, nas férias, para assistir o Mundial Interclubes. Admito que fiquei decepcionado com a partida, entretanto valeu apena ter visto o jogo para criar uma expectativa para a final da competição. O Santos venceu por 3 a 1, mas não convenceu. Abre o olho Peixe se não o Barcelona te engole!

Planeta Bola: Preciso e fechado


O Santos começou bem sua caminhada no Mundial de Clubes e já está garantido na final da competição. Agora, Neymar e cia aguardam o vencedor do confronto entre Barcelona e Al Sadd. Ontem, fiz a análise do Kashiwa Reysol e hoje trago a vocês um pouco do Al Sadd, clube do Catar que pretende surpreender o gigante da Catalunha e, assim, estragar o tão aguardado confronto entre Neymar x Messi, Santos x Barcelona.

O prêmio de melhor goleiro do ano vai para...

Foto: Picture-Alliance
O Prêmio da FIFA para melhor jogador do ano tem um imenso glamour. Existe uma expectativa ao redor de quem vencerá, mas temos apenas uma certeza: Ele não será um goleiro. De todas as premiações nunca um goleiro foi eleito o melhor jogador do mundo. O que chegou mais perto disso foi Oliver Kahn, em 2002, quando ficou em segundo lugar.

13 de dezembro de 2011

Nosso Podcast - #4

O Nosso Podcast desta semana é sobre o Mundial Interclubes. Eu e Felipe Ferreira abordamos todos os temas possíveis, exploramos o lado dos clubes menores, como Kashiwa Reysol e Al-Sadd, além de destacarmos pontos e positivos e negativos de todas as quatro equipes que ainda seguem na competição.

Planeta Bola: Japonês com jeitinho brasileiro


Amanhã, o Santos inicia sua caminhada no Mundial de Clubes. A estreia de Neymar e cia. será contra o Kashiwa Reysol, atual campeão japonês, que chega a semifinal com certo status de surpresa  após ter vencido a boa e bem organizada equipe do Monterrey, atual campeão da Concacaf. Mesmo o futebol japonês sendo de longe um dos mais brilhantes do mundo, o Kashiwa se mostra uma equipe bastante interessante, muito em função do toque brasileiro dado pelo técnico Nelsinho Baptista.

12 de dezembro de 2011

O Personagem: Balotelli

Foto: Reuters
Chamado de marrento por uns e gênio (ou mito) por outros. Penso que ele é os dois, uma mistura bem feita de marra e habilidade é a marca registrada do atacante do Manchester City, Mario Balotelli. Ele tem muitos problemas fora de campo, talvez até menos do que a mídia realmente publica, mas dentro é um cara marrento (no bom sentido), corre atrás da bola e fala o que realmente pensa.

11 de dezembro de 2011

Transferências 2012

Mais uma apresentação de slides, mas desta fez sugerindo contratações e "ajudando" as diretorias. Confira - para ver melhor clique no botão de tela cheia:



Eu havia feito uma apresentação bem mais bonita, com uma fonte melhor para os títulos, entretanto o SlideShare estragou a experiência. Alguém sabe outro lugar para hospedar slideshows?

10 de dezembro de 2011

Um derby fabuloso

Benzema abriu o placar, mas Alexis, Marcelo (contra) e Fábregas viraram a partida. (Foto: UOL)
O derby entre Barcelona e Real Madrid é definitivamente o melhor duelo do mundo. As duas equipes fazem jogadas de efeito com eficiência. Eu tinha grandes e boas expectativas para o clássico, porém não esperava tanto.

Pep Guardiola surpreendeu ao deixar Villa de fora, colocando Iniesta de atacante que recebia apoio de Fábregas. O Real entrou bem diferente do que eu tinha imaginado. Arbeloa ficou no banco, enquanto Fábio Coentrão começou jogando na lateral-direita. Özil jogou e Khedira ficou no banco, formando o tradicional meio madrilenho com o alemão centralizado, Ronaldo na esquerda e Di María na direita.

Não foram apenas os passes ótimos e a eficiência da posse de bola que me impressionou na equipe do Barça, mas também a qualidade para se livrar de situações difíceis. Não foram poucas as vezes que Messi conseguiu se livrar da bola (passando para um companheiro) quando estava cercado por dois ou três jogadores do Real. Já no time de José Mourinho a qualidade nas finalizações e a velocidade são surpreendentes; o meio é entrosando, logo, o ataque rende muito bem.

O Barcelona sabe dosar muito bem o ataque com a defesa, o gol foi um lance de sorte dos galáticos. Valdés saiu mal e depois de alguns rebotes, Benzema marcou logo no início. Los blancos se dedicaram demais ao ataque e pecou um pouco na defesa, pôde-se ver os blaugranos bem livres para criar ofensivamente.

Os dois times estão encaixadinhos e por mais que sejam feitas muitas contratações, elas só vem para somar. Os catalães tem o costume de contratar menos, apenas o necessário e sempre se encaixam bem no time. Já o Real abusa, vai de jogadores caros que além de renderem o esperado, crescem nesse fabuloso elenco; entretanto acabam não tendo um time bem dosado entre defesa, meio e ataque.

Análise Tática: Real Madrid X Barcelona

Dia de clássico sempre é bom, ainda mais quando vemos dois dos maiores times do mundo lutando pela conquista do derby que muitas vezes vale mais do que o próprio campeonato. Durante um bom tempo o rival fica destronado, perde o posto de supremo em relação ao adversário. Por esses fatores que os derbys, ou clássicos para os mais nacionalistas, é tão interessante.

Hoje temos, Real Madrid X Barcelona, o jogo mais interessante do mundo. Cria-se uma grande expectativa sobre as duas equipes: como elas jogarão? Quem ficará no banco? E surgem diversos boatos. Em campo tudo muda, é uma briga (na maioria das vezes) saudável com um futebol belíssimo. Além do grande pergunta de quem é melhor Barcelona ou Real Madrid, nos últimos anos temos a questão: Cristiano Ronaldo ou Messi?

Messi já provou ser melhor por dois anos seguidos, entretanto o gajo renasceu e além de marcar gols dá o seu show com dribles lindos. O argentino tem um estilo de jogo mais direto e em grupo. O Barcelona joga mais em grupo, gosta de manter a bola, enquanto o Real prefere abusar do individual.

Podem haver erros na prancheta, uma vez que as escalações oficiais ainda não foram divulgadas.
Pep Guardiola e José Mourinho também são grandes rivais. E irão com força máxima para a partida, sem invenções no esquema. O tradicional será usado; o Barça no 4-3-3, com Busquets bem recuado, fazendo um papel de volante defensivo e Messi contribuindo no meio-de-campo, além da presença de Dani Alves no ataque. Já o time de Mourinho pode surpreender e como indica o MARCA Özil ficará no banco. Diarra entraria no lugar do alemão fazendo um papel de volante, logo, Xabi Alonso assumiria a função de armador principal, servindo Ronaldo pela esquerda, Di María pela direita e Benzema no centro.

As duas equipes jogam de formas bem diferentes. Os catalães preferem a posse enquanto os madrilenhos privilegiam o ataque em peso. Esse confronto gera disputas individuais bem interessantes, como por exemplo Marcelo X Daniel Alves, dois excelentes laterais brasileiros, de velocidade que muitas vezes abandonam o campo de defesa. Messi X Pepe e CR X Piqué também serão confrontos bons de se assistir.

O derby promete; tem tudo para ser o melhor dos últimos meses, batendo jogos entre ingleses, italianos ou brasileiros. Messi e Ronaldo disputam o troféu de melhor jogador do mundo. La Pulga quer levar pelo terceiro ano seguido, enquanto o lusitano quer levar seu segundo prêmio. O jogo será no Santiago Bernabéu, as 19h00 (segundo o horário de Brasília); não percam. Eu aposto em uma vitória do Barcelona por 2-0

E você? Comente.

8 de dezembro de 2011

This is not Manchester

Os clubes de Manchester, Manchester United e Manchester City, eram uns dos favoritos ao título da UEFA Champions League, entretanto o sonho acabou logo e a disputa por um título importante deixará a Premier League pegando fogo. Os Red Devils foram derrotados pelo Basel e ficaram de fora das oitavas-de-final, assim como o City que mesmo batendo o Bayern de Munique por 2 a 0, não avançou devido a vitória do Napoli.

Os dois clubes tem filosofias completamente diferentes. O time comandado pelo Sir Alex Ferguson tem o costume manter os mesmos jogadores; ter uma boa equipe base e contratar para as posições necessárias mega jogadores, como foi com Young e Chicharito. Já seus "irmãos" azuis vão mais ao estilo Real Madrid. Os sheiks injetam dinheiro e o clube contrata (ou ao menos tenta) os melhores jogadores do mercado.

O problema não está na filosofia, uma vez que a Barcelona e Real Madrid são comandados como os clubes de Manchester, acredito que seja algo do ego. Manchester United é o vice-campeão da última temporada e caiu em um grupo relativamente fácil; já era favorito, inclusive à 1ª posição, mas esse achismo comprometeu o futebol. Basel e Benfica não quiseram nem saber e atropelaram os Red Devils na disputa pelas duas primeiras vagas.

O City é inexperiente na UCL e tem um ego inflado, uma vez que possui uma constelação de craques em seu elenco. Além desses fatores o time de Roberto Mancini caiu no grupo da morte. Bayern de Munique e Napoli foram adversários difíceis de jogar, enquanto o Villareal pagou o pato e ficou em último, sem nenhum ponto.

É ruim vermos dois grandes clubes fora das oitavas, porém a Europa League será tão boa quanto; talvez até mais equilibrada. Na fase do mata-mata veremos grandes clubes como os próprios de Manchester, Porto, Schalke, PSV, Sporting, Atlético de Madrid, dentre outros. A Premier League também ficará animada, pois  os rivais brigarão forte por um título importante.

A eliminação de Manchester United e Manchester City foi péssima para o futebol da melhor competição de clubes do mundo, a Champions League. Enquanto a UCL será prejudicada, Premier League e Europa League ganharão uma injeção de ânimo com uma briga mais acirrada entre os rivais. Eles decepcionaram; isso não é Manchester (This is not Manchester)!

6 de dezembro de 2011

Na hora do desespero, vale tudo

Eles tentaram, mas a defesa russa parou o Porto com tudo! (Foto: A Bola)
O Porto fez uma partida bem disputada com o Zenit, no fim de tarde desta terça-feira. Os dois brigavam por uma vaga nas oitavas-de-final da Champions League, mas o clube russo tinha a vantagem do empate. Foi exatamente o que aconteceu. Os portistas perderam ótimas chances (principalmente com Djalma, no início do jogo) e o 0-0 os eliminou, em casa.

A vaga foi concorrida e os clubes estavam bem estruturados (taticamente), porém tudo mudou por volta dos 30 minutos do segundo tempo. O Porto estava nervoso e precisava da vaga, enquanto o Zenit fazia de tudo para manter o empate. Vítor Pereira (que mostrou mais uma vez que não pode ser treinador do Porto) botou a equipe completamente ofensiva; sacou um de seus zagueiros, Otamendi, e colocou o meia Belluschi para criar mais. Já o Zenit se fechou e no máximo tinha um centro-avante na sobra: no máximo!


Maicon, fazia a lateral esquerda e teve que recuar para ajudar Rolando, uma vez que o outro lateral - Álvaro Pereira, participa do jogo como um ala, bem avançado apoiando o ataque. Otamendi saiu e entrou Belluschi; o meio então ficou composto por quatro jogadores, praticamente sem volantes. Fernando - o mais parado - se movimentava bastante, enquanto João Moutinho era encarregado de fazer a bola girar o campo.

James e Belluschi tiveram a função de armar e arriscar (o que o argentino pouco fez). A bola ficou a maior parte do tempo no lado direito do campo. Hulk e James prenderam as jogadas naquele lado e infelizmente pouco a largaram, o que pode ter prejudicado a criação. Enquanto Varela só caiu para o centro; ao encontro de Kléber; Hulk atuou entre o meio e o ataque, caindo inclusive algumas vezes pela esquerda.

A ofensividade dominou o time inteiro, tanto que apenas Rolando e o goleiro Helton ficaram na defesa. Mas em alguns lampejos até o camisa 1 ajudou o ataque. Chegou a sair da área para cortar um ótimo passe e criar um novo contra-ataque.

Essa boa transição de uma organização certinha (até demais) para algo "desorganizado" foi bem feita pelo Porto, entretanto como já foi dito, a tática ficou desorganizada. Vítor Pereira permitiu isso e não mostrou ter moral para ao menos arrumar o time ao redor da área, tendo assim mais oportunidades para chute. Ele não é um bom técnico e não deve ser o treinador principal do Porto, talvez como assistente (como nos tempos de Villas-Boas) ele pode render mais...

#ForaVP!
O Porto precisa de um novo técnico!

5 de dezembro de 2011

Os melhores do Brasileirão


Assim como o prêmio Craque do Brasileirão e a Bola de Prata eu também escolhi os meus melhores jogadores do Campeonato Brasileiro. Ao invés de fazer um post gigante, preferi criar uma apresentação de slide, sendo assim fica algo mais dinâmico e organizado. Confiram (para melhor qualidade, clique no ícone de tela cheia):

A justiça foi feita

A FIFA anunciou os finalistas do prêmio Bola de Ouro, que elege o melhor jogador do mundo com votos do técnico e capitão dos maiores clubes e seleções. Neymar era cotado, por muito (3/11 votos na nossa enquete) - principalmente brasileiros - para ser o melhor jogador do mundo, mas o camisa 11 do Santos ficou de fora da disputa. A justiça foi feita e Messi, Xavi e Cristiano Ronaldo são os três melhores jogadores do mundo.

Neymar jogou muita bola nessa ano, não só em qualidade, mas também no número de partidas. O craque santista conquistou nessa ano de 2011 três títulos importantíssimos - coisa que o campeão brasileiro, Corinthians, e o campeão da Copa do Brasil, Vasco, não conseguiram fazer - o Campeonato Paulista, a Taça Libertadores e o Campeonato Sul-Americano com a Seleção Brasileira Sub-20.

Apesar de tantas conquistar ainda falta bastante para Neymar chegar ao nível de Messi, Xavi e Ronaldo. O argentino da show em praticamente todas as partidas, com gols e dribles desconcertantes; assim como o português que entra forte nesse ano para levar o título. Já Xavi tem um estilo de jogo diferente; ele não contribui para o individual, todavia é o maestro da grande equipe do Barcelona.

O "peixinho" da Vila está no caminho certo e se seguir no mesmo ritmo pode conquistar algo que jamais foi conquistado: ser o melhor do mundo jogando no Brasil. Torço por ele, apesar de achá-lo muito egocêntrico. Neymar é craque, mas ainda não chega aos pés do Messi, que destrói clubes como Real Madrid e Arsenal, enquanto "Ney" vence Peñarol e Colo-Colo.

4 de dezembro de 2011

O Pacaembu está preto e branco

O Estádio do Pacaembu, em São Paulo, está preto e branco, mas não apenas devido a conquista do Corinthians do Campeonato Brasileiro, mas também pela tristeza das brigas que aconteceram durante o jogo. Nada mais nada menos que 4 expulsões ocorreram; e ainda deviam ter acontecido mais.

Valdívia, Wallace, Leandro Castan e João Vitor foram expulso justamente, mas o juiz deixou de botar Jorge Henrique e Luan para fora. O corintiano provocou e incitou a violência, enquanto o palmeirense deu um chute no baixinho. Lamentável o que aconteceu no Pacaembu.

Como bem disse o Joca (do BlogDoJoca) nenhum clube merecia levar esse título. Vários pontos foram perdidos de bobeira e o campeonato foi nivelado por baixo. Parecia que ninguém queria ser o líder; São Paulo, Vasco, Flamengo e Corinthians se revezaram na ponta e tenho certeza que se o campeonato tivesse mais umas 3 rodadas teria troca de líder. A competição foi péssima. Não teve um merecedor, mas o Corinthians foi quem soube melhor aproveitar isso e assumiu a liderança na hora certa para conquistar o título; foram estrategistas.

Dou meus parabéns aos corintianos, mas apenas aos que não brigaram. Lamento pelas atitudes de jogadores e torcedores que brigam, incitam a violência e depois saem como bonzinhos.

Espero que o campeonato do ano que vem seja melhor. Com uma disputa por cima e com uma partida final limpa (não digo sem roubo, o que felizmente não houve nesse jogo), sem violência.

3 de dezembro de 2011

"A final" por olhos corintianos



Chegou a hora! O nervosismo já toma conta da gente desde domingo passado quando por muito pouco não pudemos soltar o grito de campeão. Grito este, que está entalado desde o ano passado quando ficamos muito perto de conquistar o título brasileiro. Grito este, que se acumulou mais ainda devido as dificuldades e as decepções que tivemos no decorrer do ano, que para a tristeza ou incomodo dos rivais, não representaram e jamais representarão uma mudança de sentimento no coração da nação corintiana, que não se intitula fiel por acaso.

Por muito pouco o caneco não veio no ultimo domingo em Florianópolis, mas já era de se esperar... Afinal para o Corinthians nada vem de maneira fácil, sempre exige um grau de sofrimento para nós torcedores. Mas no final das contas, lá no fundo do coração corintiano, a torcida também preferia que o título fosse conquistado em cima do maior rival - ainda que ele esteja numa draga de 12 anos, que já lhe rendeu apelidos como Guarani da Capital - em um jogo que contará com mais doses de nervosismo e agonia, e que terá por fim, um sabor mais doce ainda para a Fiel torcida corintiana.

Explicar o sentimento de toda uma nação (ou republica como preferir) é complicado para minha mim que sou apenas mais um louco do bando de mais de 30 milhões que amam este time de uma forma inexplicável para torcedores de outras agremiações. Porém, este louco da Baixada Santista (ou melhor Corintiana), que não economizou esforços para estar ao lado do time neste ano, está num estado de espírito que não deve ser muito diferente dos demais do bando. Nervosismo, expectativa e ansiedade pelas 17h de domingo, com o pensamento apenas na vitória e na grande festa do pentacampeonato brasileiro, que COM CERTEZA, virá após os noventa minutos. Se for com vitória sofrida, melhor ainda, pois como diz o ditado corintiano, “se fosse fácil não seria Corinthians”.

Foram longos sete meses de muitos desafios e de dias de sofrimento com o desfecho, na maioria das vezes, de alegria. Dias memoráveis ao lado de parceiros que cantaram, sofreram e comemoram junto comigo, no estádio ou em qualquer outro lugar. Foi uma longa caminhada até chegar neste quatro de dezembro de 2011, por isso acho que nós, a Fiel, merecemos acima de tudo este título, por tudo que fizemos e por tudo que iremos fazer amanhã nas arquibancadas do Paulo Machado de Carvalho, levando através das nossas 40 mil vozes, durantes os 90 minutos, o nosso amor e nosso sentimento incondicional e inexplicável por este clube que é nossa primeira e maior paixão.

“Doce mistério da vida este Corinthians; Inexplicável Corinthians, que vai buscar a alegria no fundo da alma do povo”, já dizia sabiamente o locutor Osmar Santos, ao falar sobre o que o Corinthians pode causar em cada um de nós. Por isso, pedimos que cada um dos 11 mosqueteiros que entrarão no gramado amanhã, joguem com raça e com o coração na ponta de suas chuteiras, dando o máximo que conseguirem para trazer este ponto que falta para nós soltarmos o grito que está entalado na garganta. Grito este que será entoado pelas ruas da cidade de São Paulo, de todo Brasil, e porque não, de todo o mundo. Para que este domingo seja mais um “Dia do Povo”, nos pedimos e suplicamos... CORINTHIANS JOGAI POR NÓS!

Escrito por Renan Belini (www.facebook.com/renan.belini)

"A final" por olhos vascaínos



Da tevê da minha casa verei o título do meu Vascão!

Amanhã acaba o Campeonato Brasileiro. Quando o juíz apitar o fim do jogo, às 19h (se não houverem atrasos),  o Vasco pode ser campeão brasileiro. A ficha não caiu. Ainda não tenho noção do que isso possa significar para mim, para o meu clube, para a torcida vascaína e para os jogadores. Mas sem dúvida será o maior título que comemorarei como torcedor.

Comecei a acompanhar futebol em 2002. Tinha, então, oito anos de idade quando me lembro de ouvir, em um radinho de pilha surrado (que tenho até hoje, diga-se de passagem), um jogo do Vasco pelo Campeonato Brasileiro daquele ano. Me lembro que o narrador chamava Hélton de muralha. Pouco tempo depois, num jogo contra o Grêmio, ele falhou feio – por várias vezes. A má fase veio e não demorou muito para o goleiro sair do Vasco (por motivos que demoraria outro texto para explicar).

Essa foi minha primeira lembrança acompanhando, fanaticamente, o meu time do coração, mas não foi minha primeira lembrança. Me lembro de, no Mundial de clubes de 2000, falar com meu pai ao telefone sobre o jogo. Como todos sabem, o final não foi muito feliz... Ah, Edmundo!

Meu primeiro jogo em um estádio foi no ano de 2008. O Vasco enfrentava, no estádio de São Januário, o Boa Vista. Ganhamos de quatro tentos a zero. Fui, durante o ano, a muitos jogos. O último deles foi Vasco e Vitória. O final, mais uma vez, não foi feliz. Não dei lá muita sorte para meu time (novamente).

Não sou pé frio. No ano seguinte estava lá para ver o Vasco ser campeão da Série B. Depois fiquei sabendo que muitos não consideram isso um título. Enfim, deixa quieto. O fato é que, este ano, o Gigante acordou de um sono profundo. O Cruz-Maltino venceu a Copa do Brasil e agora briga pelo título nacional. Quem acreditava que o time que em 2008 estava numa crise profunda chegaria em 2011 brigando por isso tudo? Eu!

Para quebrar a fama de pé frio resolvi ir em dois jogos nessa temporada. Ambos contra o Botafogo (time que reune o maior número de superticiosos por metro quadrado). O Vasco venceu os dois.  Mas, para previnir, preferi não ir nos jogos finais... Sabe como é, né! Vai que... Ai depois a culpa do fracasso seria toda minha.

“O torcedor é, antes de tudo, paixão. É chama sagrada, que queima e ilumina o coração do homem.”. Permito-me roubar a frase do mestre Armando Nogueira para dizer que a chama está brilhando dentro de mim. Chama de esperança. Esperança que eu possa ver (da tevê da minha casa, para previnir!) o Gigante da Colina ser campeão brasileiro. Saudações vascaínas! 
Seremos campeões

Escrito por Carlos Ramos (twitter.com/carlosramos93).

Carlos Ramos escreve também no Rio F.C, no Futebol Por Loucos, na Plustv e em http://blogdocarlosramos.blogspot.com/

A vingança alemã

Na Eurocopa 2008 a Alemanha acabou tendo o título roubado pela Espanha que começava a se mostrar uma equipe forte e dois anos depois venceria a Copa do Mundo. Os alemães tiveram seus sonhos roubados duas vezes - depois na Copa - e querem a vingança. A Euro 2012 é a situação perfeita e a tabela favorece. Novamente poderemos ter uma final entre La Roja e a Seleção Germânica.

Os grupos acabaram bem distribuídos, desta forma, caso todas as seleções joguem seu futebol máximo teremos uma Euro excelente. Confira uma análise geral da competição:

Grupo A
Polônia
Grécia
Rússia
República Tcheca
O grupo ficou equilibradíssimo. Apesar das seleções não demonstrarem um futebol de altíssimo nível a disputa será acirrada devido a jogarem um futebol de mesma qualidade. Aposto - bem palpite mesmo - na Polônia, por jogar em casa e ter a "obrigação" de não cair fora na primeira fase, e na Rússia, que fez boas partidas na qualificatórias, todavia os gregos e tchecos têm tudo para surpreender.

Grupo B
Holanda
Dinamarca
Alemanha
Portugal
Esse grupo ficou espetacular. Eu torci para vermos um grupo da morte apenas com seleções fortes e quase o tivemos, se não fosse a Dinamarca. Holanda e Alemanha devem avançar, entretanto os lusitanos devem investir pesado em seu ataque comandado por Cristiano Ronaldo. Os dinamarqueses devem dar trabalho, uma vez que não jogam mal.

Grupo C
Espanha
Itália
Irlanda
Croácia
Como todos os grupos este também está bem equilibrado. Os atuais campeões do mundo não devem ter um trabalho difícil e acredito que se classifiquem em primeiro. Já a segunda vaga terá um embate empolgante. Os italianos são os favoritos pela vaga, não obstante uma partida ruim contra os croatas pode valer a vaga.

Grupo D
Ucrânia
Suécia
Inglaterra
França
Inglaterra e França deram vexame na Copa do Mundo e querem recuperar a moral. Já os ucranianos e suecos não estão para brincadeira; os primeiros jogam em casa e têm um apoio total da torcida, já os nórdicos são comandados pelo atacante Ibrahimovic, o qual deve desequilibrar as partidas.

A disputa entre Alemanha e Espanha será grande e torço por essa final. As seleções foram bem distribuídas e as partidas devem emocionar. Infelizmente a competição só será em junho de 2012, para nos deixar com ansiedade. Muita coisa ainda pode mudar, todavia torço para que os maiores craques do mundo estejam nessa grande competição que hoje, nada mais é do que uma Copa do Mundo sem o Uruguai.

2 de dezembro de 2011

Narraê

Você já sonhou em ganhar um XBox 360 com o FIFA 12 sem pagar nada? Agora isso é possível, a famosa empresa de figurinhas e álbuns, Panini lançou um concurso em que quem narrar de forma mais curiosa, divertida e emocionante um gol da UCL leva diversos prêmios. Está preparado? Então "Narraê"!