20 de abril de 2011

A ida do que mal chegou


O "Imperador" (se é que ainda pode-se usar esta alcunha) Adriano voltou com menos moral do que em 2009, mas sempre como aposta de craque, artilheiro, e neste caso: peça fundamental para o Corinthians. Começou bem, perdendo alguns quilos e correndo atrás de sua meta, mas como em toda caminhada existem pedras no caminho, Adriano também encontrou a sua, porém não era uma pedra qualquer, mas uma lesão que afastará o "Imperador" por 5 meses.

Eu que nunca acreditei em Adriano desta vez tinha esperanças, ele parecia mais ajuizado e amadurecido, porém torço primeiramente para um futebol bonito no Brasil. Fiquei triste ao saber da notícia, infelizmente Adriano não se juntará à constelação de craque do Brasil deste ano.

O Timão já anunciou que está atrás de outro atacante, porém nega que chegue mais alguma estrela. O novo atacante deve ser para cumprir a posição apenas. Nunca fui a favor de contratar jogadores com o foco de marketing, porém os jogadores que rendem marketing também costumam render futebol, e aconselho ao presidente Andrés Sanchez contratar (e logo) um bom atacante, ao nível de Adriano; alguém como Thiago Ribeiro, Éder Luis etc.

Obs.: Viajarei neste feriado e ficarei sem acesso ao computador, portanto posts apenas quando eu voltar (provavelmente no fim do dia de domingo).

Nenhum comentário:

Postar um comentário