12 de outubro de 2011

Marcelo e Hulk, duas joias que estavam escondidas

A Seleção Brasileira jogou um futebol agradável ao meu ver. O primeiro tempo foi de assustar, devido ao gol sofrido, o pênalti e a expulsão. Entretanto tudo foi bem resolvido na segunda etapa com a saída de Lucas (que estava sumido no jogo) e a entrada de Adriano para reforçar o setor defensivo. Marcelo deu um show de ofensividade e jogou como um ala. Hulk estava programado para jogar de "centro-avante", mas acabou deslocando-se para a esquerda, onde fez uma ótima partida.


O time montado por Mano para o primeiro tempo funcionou muito bem, apesar das mudanças que ocorreram. A falta de entrosamento foi a principal falha do Brasil, que não jogou um bonito futebol coletivo. Hulk iria começar centralizado e Neymar caído pela esquerda, porém o camisa 20 preferiu jogar pelas laterais e o santista centralizou-se. Desta forma a equipe jogou melhor uma vez que Hulk se movimentou bem.

Após sofrer o gol e ter Daniel Alves expulso Mano resolveu mudar bastante seu time. Tirou Lucas que não estava jogando nada para por o lateral-esquerdo (pela direita) Adriano. Sendo assim Marcelo estaria mais livre para os contra-ataques enquanto Lucas Leiva cobriria sua zona lateral. O Brasil passou a jogar com dois atacantes com grande movimentação. Hulk e Neymar eram suportados por Ronaldinho que não vivia seus melhores dias.

Apesar do time estar bem montado o que realmente resolveu foi a individualidade. Ronaldinho empatou o jogo com um gol de falta, quebrando um enorme jejum de gols com a amarelinha, e Marcelo virou em uma jogada de tabelas e muitas velocidade.


























A atuação de Hulk e Marcelo me surpreenderam. Eu já tinha criado uma grande expectativa para ver o portista começar jogando, porém não esperava tanto. Ele participou bem das jogadas de velocidade, além de ter feito um bom papel de armador/pivô quando necessário. O lateral merengue já é destaque no Campeonato Espanhol a um bom tempo e não era surpresa de que se destacaria, mas ninguém esperava um gol.

Penso que o técnico da "Selê" montou o time muito bem e mesmo com a expulsão de seu lateral-direito soube suportar bem. Se fosse ele eu não teria tirado Hulk para por Jonas em um certo momento do segundo tempo, muito menos colocar Hernanes ao 49, e sim no meio da segundo etapa no lugar de Fernandinho. O Brasil não jogou de forma fabulosa coletivamente, porém está sendo bem moldada nesta forma ofensiva de jogo.

Gosto das pranchetas com esse visual elegante e organizado? Gostaria de fazer umas parecidas para dar aulas ou postar em seu site/blog de forma fácil e eficiente? Acesse o site do Tactical Pad (por este link) e adquira um pacote deste excelente programa.

6 comentários:

  1. Este jogo não me empolgou, haja vista que no segundo tempo Galvão Bueno e Casagrande estavam conversando ao invés de narrar a partida e o narrador da Rede Globo se empolgou mais em falar da vitória histórica da Venezuela em cima da Argentina do que com o próprio jogo da Selação!

    O placar para mim foi enganador, devemos comemorar não os dois belos gols (principalmente o de MArcelo,que foi muito bonito mesmo em que os mexicanos nem pegaram na bola), mas sim e exclusivamente pela defesa do goleirão Jeferson, pois agora ninguém lembra que ele defendeu o pênalti que poderia dar o empate ou até a vitória aos mexicanos. Jogo normal, insosso e que nós brasileiros já calejados com atuações idênticas a essa como foi na ERA DUNGA não devemos nos empolgar e achar que os 2x1 foi um bom resultado e que a seleção jogou bem.

    A Seleção começou a melhorar depois do 1º gol marcado por ela, mas não a credencia a falar que jogou melhor, somos exigentes e teve jogos em que a Seleção saiu de campo com derrota por 2x0 e jogou melhor e mais empolgada que essa vitória em que "achou" dois gols. Sorte ao Mano Menezes diante do Gabão,porque se na seleção africana os brasileiros não fizeram 5x0 no mínimo não será convincente, mas pelo andar da carruagem se nós ganharnos de 2x0 a imprensa deverá fazer festa como se o adversário fosse a Espanha, Holanda ou Alemanha, por exemplo! Foi uma vitória pra enganar bobo! Eu esperava muito mais do que vi ontem, agora o David Luiz estava perturbado ontem e um ponto positivo e que me agradou foi a atuação de Jeferson e principalmente de Hulk, que sempre o defendi e queria vê-lo atuando e, pelo menos durante aquele jogo ele chegou a lembrar o Hulk do Porto-POR e é isso que queremos que nossos atletas seja na Seleção como são nos seus clubes !!!


    #ReageBrasil
    #ForaRicardoTeixeira



    www.digaofutebol.com
    @digaofutebol

    ResponderExcluir
  2. Concordo que o Brasil poderia ter jogado melhor, mas o entrosamento está começando a melhorar. Hulk e Marcelo encaixaram muito bem no time. Eu montaria a minha equipe da seguinte forma:

    Jefférson; Maicon, T. Silva, D. Luiz e Marcelo; L. Leiva, Hernanes e Ronaldinho; Hulk, Neymar e Damião.

    Abraço

    ResponderExcluir
  3. O Brasil tem que estabelecer uma seleção para ter entrosamento. Já que craque nós temos:

    http://fcgols.blogspot.com/2011/10/futebol-mais-veja-estes-papeis-de-dia.html

    ResponderExcluir
  4. Hulk nao fez 20% do que é capaz de fazer,acho que fez um bom jogo.Tem lugar nesta seleçao sem duvida!

    ResponderExcluir
  5. Hulk é um dos melhores (se não o melhor) brasileiro no exterior. No Porto está jogando muito. Também acredito que não fez tudo o que é capaz, mas jogou bem!
    Abraço

    ResponderExcluir
  6. Não creio em Hulk como titular, embora ele tenha jogado bem. Jefferson merece a titutlaridade no gol e Marcelo agarrou a chance. Só precisa manter a humildade.

    Saudações!!!

    ResponderExcluir