28 de janeiro de 2012

Coluna do Guilherme Silveira: A nova geração de goleiros

Há pouco tempo no mundo futebolístico presenciamos Marcos, o histórico goleiro do Palmeiras que foi campeão mundial pela Seleção, pendurar as chuteiras, as luvas melhor dizendo. A aposentadoria do "santo" alviverde fez o Verdão perder, talvez, seu ponto de referência em campo e com certeza, o futebol brasileiro perdeu um grande goleiro. “São Marcos” foi o apelido dado pela torcida do Palmeiras, como forma de agradecer os “milagres” em campo. O agora ex-arqueiro palmeirense conquistou em toda sua carreira inúmeros seguidores, de todas as torcidas, pela sua simpatia e sinceridade.


Nesta geração em que Marcos esteve, outro goleiro simbólico e a sua altura, é Rogério Ceni, o que podemos até chamar de dono do Morumbi. Ceni, além de suas lindas defesas, teve sua carreira marcada como o “goleiro-artilheiro”, tornando-se o goleiro que mais fez gols na história do futebol mundial e pelo Tricolor levantou diversas taças e troféus.

Como São Paulo e Palmeiras, Santos e Corinthians também tiveram seus bons goleiros nessa ultima geração, como Fabio Costa, Dida, Felipe e entre outros. Nunca esquecendo os goleiros que deixaram sua marca na história desses times: Zetti, Ronaldo, Leão e Waldir Peres estão entre os nomes.

Agora, estamos convivendo com a nova geração de goleiros nos grandes paulistas. No gol do Palmeiras temos Deola, que já vinha substituindo Marcos nessa reta final do ídolo palmeirense, e representou em grande nível, mostrando que a escola de goleiros do Palestra Itália ainda é uma das melhores do país. Além de Neymar e Ganso uma grande revelação do Santos foi o goleiro Rafael, que se firmou na titularidade do time, fechando o gol para o time conquistar a América.

Dênis é o substituto de Rogério. Com a contusão do camisa 01, que ficará fora por cerca de 6 meses, o jovem goleiro de 24 anos e 1,92 tem a chance de uma grande sequência de jogos e se firmar como legítimo goleiro titular do São Paulo quando o Mito (como é chamado por seus torcedores) se aposentar.

Julio César é o atual goleirão do Corinthians, apesar das críticas já é um ídolo corintiano e foi fundamental para o título do Campeonato Brasileiro do ano passado.

Está é a nova geração de goleiros dos quatro grandes da capital, a posição mais difícil do futebol está muito bem guardada com estes representantes, mas quem será o melhor?

Um comentário:

  1. Creio que Dênis fará belo papel a frente da meta sãopaulina. Tem potêncial, agilidade e estatura pra isso. Não joga mais devido ao Ceni.

    Mas agoraaparecerá na mídia.

    Saudações!!!

    ResponderExcluir