26 de janeiro de 2012

Impossível avaliar uma atuação na altitude

O Flamengo jogou ontem a primeira partida da pré-Libertadores, contra o Real Potosí. Perdeu, mas ainda é impossível avaliar o Rubro-Negro. Jogando na altitude até a Seleção Brasileira já perdeu para a Bolívia. Se formos analisar um time por um ou dois jogos, podemos dizer então que o Paulista vai ganhar tudo, já que venceu a poderosa Portuguesa por 2-0 e o Comercial pro 3.


É claro que a crise atrapalha o futebol do Flamengo, porém ela já está com os dias contados. O time (mal) comandado pro Patrícia Amorim parece ter conseguido um novo patrocinador master, que iria cobrir os salário de Ronaldinho e Vágner Love (por favor, não venham com apelidos para essa dupla).

Qualquer time é afetado pela altitude e com o Flamengo não foi diferente. Sofreram com a velocidade da bola e o ritmo diferente de jogo, todavia foram eles quem abriram o placar. Léo Moura entortou o defensor boliviano e passou para Luiz Antônio, livre na área, fazer seu primeiro gol com a camisa do rubro-negra.

Os gols sofridos foram por jogadas em que o time perdeu a velocidade do jogo e os bolivianos que não são bobos, sabem disso e abusaram, fechando o jogo em 2 a 1 para o Real Potosí.

Não temos um vilão neste início de temporada. Não dentro de campo. Penso que nem Luxa, nem Patrícia e muito menos Ronaldinho e companhia.

O jogo de volta será no Engenhão e o Flamengo não pode se deixar no luxo de vencer por apenas 1 a 0. Tem que deitar e rolar pra cima deste timinho sul-americano e não deixar abalar com a crise, caso contrário: Aí está o Corinthians de 2011, e aguente as piadas.

Acompanhe o NossoFutebolClube também por Twitter e Facebook

3 comentários:

  1. Concordo. O Flamengo parece estar conseguindo reverter a crise que já estava chegando em um nível um tanto crítico e isso deve ajudar o time. Acho que a perda do Thiago Neves vai atrapalhar o Mengo mesmo que seja só no início, mas nada que não seja possível de dar jeito. Vamos ver no Engenhão!

    Agora... Quanto ao caso do Corinthians acho que foi diferente até porque a diretoria do Timão já vinha fazendo bem no time e foi mais fácil dar a volta por cima. No caso do Flamengo, venhamos e convenhamos Patrícia Amorim ainda não deslanchou não né?

    ResponderExcluir
  2. PS: Ficou melhor a "coisa" de comentários assim!

    ResponderExcluir
  3. Se o Flamengo perde essa chance: bei! Além da mídia, a torcida e os rivais vão pegar pesado. Um time como o Fla que prometia tanto cair como pode cair será um marco!

    Também gostei mais, ficou mais encorporado ao texto, além de mais prático de se comentar.
    Abraço

    ResponderExcluir