18 de abril de 2012

Do ódio ao amor?

No período pós-Copa do Mundo de 2010 o nome mais comentado foi o de Felipe Melo. Os torcedores diziam por todo canto que o volante era o culpado pela eliminação da Seleção Brasileira da competição. Esses torcedores seriam capazes de perdoar o atleta e até mesmo amá-lo em seu time?

É bem difícil, mas creio que é a salvação do Flamengo. Willians é um pitbull dentro de campo, correndo com raça e desarmando com vontade, porém sem inteligência com a bola nos pés. O atleta do Galatasaray tem um perfil semelhante, porém sabe dar um bom passe, como foi na partida contra a Holanda quando serviu Robinho no único gol canarinho. Digo isso pois o camisa 8 está de saída para Itália.

Dos nomes possíveis no mercado, Melo é o melhor deles, uma vez que joga semelhante a Willians, logo, Joel não teria muitos problemas na adaptação do time. Caso o ex-Seleção fosse parar na Gávea, o sistema de criação e finalização de jogo do Fla seria composto por: Felipe Melo, Renato (com sua volta), Bottinelli, Ronaldinho, Deivid e Vágner Love (como pode-se ver na prancheta).

Apesar de Felipe Melo se encaixar perfeitamente no elenco do Flamengo ele é mais um dos atletas bad boys, já bem famosos no clube. Recentemente ele se envolveu em uma briga no Galatasaray. Mesmo sendo flamenguista poderia não cair nas graças da torcida, assim como foi na Copa do Mundo.

A contratação do ex-camisa 5 seria pontual. O torcedor flamenguista cobra raça e Felipe chegaria mostrando uma de suas características de correspondendo à expectativa. Além de não afetar o esquema tático, fazendo a mesma função de Willians, porém com mais saída de jogo.

Acompanhe o NossoFutebolClube também por Twitter e Facebook

Nenhum comentário:

Postar um comentário