8 de abril de 2012

O campeonato mais chato do mundo

 A gente só vai saber se de fato estamos bem na hora dos jogos eliminatórios.”. A frase dita por Luís Fabiano define bem o que é o Campeonato Paulista, a competição mais chata do mundo. A fórmula de disputa do Paulistão é ilógica, já que os principais clubes (o que interessa no estadual) disputam 19 partidas para saber o que já tinham certeza desde antes do início: que se classificariam paras as quartas-de-final (!).

Outro ponto que me incomoda é ver os 4 grandes terem que jogar partidas eliminatórias contra clubes pequenos, o que não gera emoção alguma à competição. Pode até ser que apareça uma zebra nessas partidas, porém é certo que se os gigantes não chegarem em massa nas semi-finais a final será composta por dois deles.

Com essa forma de disputa o Paulistão passa a imagem de um campeonato chato que só tem um campeão depois de 19 rodadas mais eliminatórias. Enquanto os cariocas vibram com títulos, que apesar de pouco expressivos são emocionantes, os paulistas jogam por 4 meses partidas bobas, perdem jogadores por lesões e só descobrem quem é o melhor na final.

Quando me refiro ao Campeonato Paulista como o mais chato do mundo não me refiro a seus clubes e jogos, mas sim ao seu formato cansativo que perde para o Cariocão, Gauchão, dentre outros. Afinal, é melhor assistir a um Ponte Preta X Guarani do que Resende X Friburguense.

O ideal seria reduzir o número de clubes na primeira divisão e dividir a competição em dois grupos (como no Rio de Janeiro). Deste modo, veríamos mais clássicos e mais finais, logo, a média de público aumentaria e tornaria o Paulistinha um campeonato mais atrativo; tanto para torcedores quanto para patrocinadores.

Acompanhe o NossoFutebolClube também por Twitter e Facebook

4 comentários:

  1. concordo plenamente. A paulistao tem mais qualidade de jogadores, mas perde por essa formula boooooring...
    parabens pela materia!

    ResponderExcluir
  2. Bem legal a ideia. Seria legal pro público, já que pra times pequenos como Linense seria muito ruim visto que tais equipes dependem muito da renda de jogos contra os grandes em seu estádio para dar continuidade a temporada sem maiores dívidas

    ResponderExcluir
  3. Antônio,
    Obrigado, realmente essa fórmula do Paulistão é chatona. Como eu disse: olha onde estamos e olha o que aconteceu? Absolutamente nada!

    Felipe,
    Essa questão de clubes pequenos é complicada... Não sou contra a que eles existam, aliás, completamente a favor, porém o futebol é feito pra quem está no topo...
    Abraço

    ResponderExcluir
  4. Realmente, se tem um torneio que preza pelo marasmo é o paulistão. Com muitos clubes do interior de bom nivel, seria muito mais emocionante se fosse no estilo mata-mata como o carioca. Testaria melhor os grandes e daria mais chance aos pequenos.

    Saudações!!!

    ResponderExcluir