18 de agosto de 2013

Tudo junto

Nove pontos afastam o líder do 10º colocado; rumi para o Botafogo, que tem cada vez mais adversários na busca pelo primeiro lugar.
O Brasileirão chegou a um ponto interessantíssimo; o primeiro turno está quase chegando ao final (estamos na 15ª rodada) e a diferença de pontuação entre os clubes ainda é muito pequena. O líder, Botafogo, dista apenas 9 pontos para o 10ª colocado, o Bahia, que por sua vez está aos mesmos 9 pontos do vice-lanterna, São Paulo. Excelente para o campeonato que, diferente do Espanhol (que começou nesse fim de semana), pode ter uma grande revira-volta. Confira os principais destaques da rodada:



No Mané Garrincha - Felipe!
A situação dos pobres são-paulinos preocupa ainda mais. O Tricolor do Morumbi vinha de uma sequência de 11 jogos sem vencer no Brasileirão e teve a chance de, nesse domingo, transformar a situação péssima em "apenas" ruim. Lucas Evangelista sofreu pênalti, mas o chute de Jádson parou nas luvas de Felipe. O jogo contra o Flamengo  terminou empatado em 0 a 0 e agora o problema não é mais só os 12 jogos sem vencer, mas também as últimas três penalidades, que não estufaram as redes.

No Pacaembu - Conspiração no campeonato
O Coritiba foi derrotado por 1 a 0 para o Corinthians de uma forma no mínimo estranha e que agre espaço para teorias conspiratórias. O jogo ia terminar em 0 a 0, mas aos 45 do segundo tempo Danilo dividiu com Luccas Claro dentro da área e... pênalti. Assisti várias vezes o lance e não vi em nenhuma delas algo que indicasse a penalidade. A única coisa que vi foi uma dividida provocada pelo corintiano no atleta do Coxa. Falha do juiz? Os conspiradores dizem que não e afirmam que isso seria uma vingança ao Coritiba depois da reclamação do meia Alex à CBF e à Rede Globo. Viagem demais... ou será que não?

Na Arena Pernambuco - Do chão não passa
O futebol demonstrado pelo Náutico não é compatível com a série A e sua ida para a segunda divisão no ano que vem já está bem encaminhada. Contra o Fluminense, que marcou um golaço com Samuel e contou com um milagre de Cavalieri, o Timbu sofreu mais uma vitória. O time de Luxemburgo sobe enquanto o Náutico do vigésimo lugar não passa.

No Estádio do Vale - Esquentado
O herói da Libertadores deixou o sangue subir a cabeça no fim da partida contra o Internacional e acabou expulso. O goleiro Victor, do Atlético Mineiro, fez milagres e em um desabafo aos torcedores colorados que o provocavam, chutou uma bola em direção à torcida do Inter. Dedurado por seus adversários acabou levando o segundo amarelo e consequentemente o vermelho e assim desfalcará o Galo na próxima rodada contra a Portuguesa.

Facebook | Twitter

Nenhum comentário:

Postar um comentário