22 de outubro de 2009

Especial Torcidas: Mafia Azul

por: Guilherme Silveira, Daniel Bentes.

Especial torcidas organizadas do Brasil:

Toda semana, você vai conhecer um pouco mais sobre as principais torcidas organizadas do Brasil, que fazem as festas nos estádios brasileiros!

Hoje vamos conhecer um pouco mais sobre a Torcida Organizada:

Máfia Azul (cruzeiro)


A maior torcida organizada do Brasil, a Máfia Azul Cru-Fiel Floresta se caracteriza por sua atuação sempre festiva e vibrante, durante a realização dos grandes clássicos no Mineirão e em especial nos outros grandes estádios nos quais sempre comparece através de caravanas em todo o país e exterior.

Fundada em 05/06/77, a Máfia Azul, tem hoje aos 30 anos de idade, mais de 80.000 (oitenta mil ) associados em todo o Brasil. A agremiação, com tal dimensão, atingiu sem dúvida, sua maioridade tanto no quesito quantidade, como tradição! Sua presença nos estádios constitui sempre um espetáculo a parte. Uma incrível "onda azul" que se movimenta poderosa, criando uma forte corrente que repassa toda sua força para os atletas cruzeirenses em campo.

Tudo começou, quando os irmãos Henri e Éder Toscanini, nos idos de 1976, aos 15 e 14 anos, respectivamente, vendo a atuação das torcidas Cru-Chopp e Raposões Independentes, sonhavam com uma torcida que representasse o Bairro Floresta. O conhecimento dos dois irmãos foi realizado pelo agito das discotecas, junto com o pessoal do tradicional bairro da Floresta, localizado na Zona Leste de Belo Horizonte.

Começamos com o lençol da cama dos irmãos, dizem os amigos. Pintaram ela com o nome de "MARFIA AZUL", assim mesmo com "R", porque o irmão Henri tinha pintado errado. Levamos para o Mineirão e ninguem conseguia entender nada. Não dava para ler nem a 20 metros de distância. O tempo passou e em 1977, os amigos Toscanini, Caquinho Ornellas, Emilinho, Tuña, Alexandre Bastão, David Tanure, Sérgio Braga, Ricardo Gatti, Reginaldo Lima, Alexandre Aguiar(Careconi), Paulo Augusto(Popeye), Leonardo Starling, Estevão Cupe, Juninho Patola, Lawrence Menezes, Frederico Martins, primeiros fundadores da Máfia Azul, levaram os lençóis da torcida para o Mineirão, como se fossem bandeiras.

A Máfia Azul experimentou um espantoso crescimento principalmente com a boa fase do Cruzeiro iniciada nos anos 90 com a conquista de títulos regionais, nacionais e internacionais pelo clube e o crescimento espantoso da sua torcida que hoje é a 6ª maior do país e a MAIOR TORCIDA fora do Eixo Rio-São Paulo, comprovada cientificamente em pesquisas.

Unida e forte marcou presença, por exemplo, no Japão, EUA e na Franca e praticamente em todos países da América do Sul, Pré Olímpico, Olimpíadas de Sidney, Copa do Mundo, entre outros eventos.

A agremiação possui, hoje, 128 filiais em Minas Gerais, 12 filiais em outros estados e 8 filiais no exterior. E tornou o seu slogan a razão de ser de toda a família cruzeirense:

"SOMOS UM MURO DE CONCRETO RUIM DE DERRUBAR, POIS NADA NOS SEPARA E O CRUZEIRO NOS UNE!"
<>




Fonte: WWW.mafiaazul.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário