7 de fevereiro de 2010

Com Robinho e Neymar é melhor não vacilar!

O São Paulo continua mal e cai mais uma vez, agora para o Santos e deixa o G-4. Com esta vitória por 2-1 o Peixe assume a liderança e torcem para o Mogi Mirim baterem o Botafogo-SP, para não perderem a liderança.

O jogo começou equilibrado, mas o Santos mesmo assim se beneficiava. O São Paulo chegava mas não conseguiu concluir, já o Santos chegou menos, mas trazia perigo. O tricolor cometeu bem mais faltas do que o Santos, a maioria em cima de Neymar, que em minha opinião pulou em todas. O jogo seguiu empatado até os 38 minutos quando Mirando derrubou - em minha opinião não - Arouca na área e o juiz assinalou pênalti. Neymar foi para cobrança e com um paradão enganou Rogério Ceni. Na hora que Neymar cobrou a penalidade eu me perguntei: Mas a paradinha não tinha sido proibida? Foi sim proibida, mas por enquanto apenas em jogo internacionais, ou seja entre seleções, ou de acordo com a interpretação do árbitro, se vale ou não.


O São Paulo acordou e foi para o ataque a aos 22 do segundo tempo Roger, que retornou ao tricolor, marcou de cabeça empatando a partida. Os torcedores do São Paulo ficaram felizes com o resultado, mas aos 41, o "estreante" Robinho marcou de letra. A posição do atacante era duvidosa, mas com o nosso recurso eu percebi que a posição era "legalissíma".

Em minha opinião as estrelas do São Paulo foram Jean, que marcou Neymar muito bem no primeiro tempo e chutou bem de longe; e o goleirão Rogério Ceni, que fez grandes defesas salvando o São Paulo de uma derrota pior.

E pelo Santos o destaque foi a dupla Neymar-Robinho, que além de marcarem os gols da vitória, assustaram os são-paulinos do começo ao fim do jogo.

Placar final:
São Paulo 1-2 Santos

Nenhum comentário:

Postar um comentário