11 de julho de 2010

Um dia histórico !!! ESPANHA

Na emocionante final da Copa do mundo de 2010, a Fúria venceu na prorrogação por 1 a 0 e conquistou o mundo! confira como foi.
O primeiro ato da grande final foi a cena de Fabio Canavarro carregando a taça até o campo do Soccer City e posteriormente um meliante invadindo o campo para ter 10 segundos de fama e tentar tocar na taça, sem êxito, barrado pelo forte esquema de segurança.
Mais no primeiro tempo nada mais emocionante aconteceu, um jogo um tanto que parado para uma final de copa do mundo, sem contar o grande numero de faltas e cartões amarelos causados pelas violentas infrações de ambos os times. Quem chegou mais perto do gol foi a seleção espanhola, no comecinho do jogo com uma forte cabeçada de Sérgio Ramos e depois uma bola jogada do mesmo invadindo a área com habilidade e chutando cruzado, mais bem afastado pela zaga holandesa. Com as boas jogadas espanholas os holandeses “resolveram” jogar e começaram a equilibrar o jogo interditando o meio de campo, barrando as principais jogadas da Fúria, que insistia as jogadas pelo mesmo setor, não usando as laterais. A Holanda quase não chegou no gol de Casillas, Robben e Sneijder apareceram pouco e a primeira etapa da grande final só ficou no 0 a 0, mais com a seleção espanhola bem perigosa.

Na segunda etapa o jogo ficou mais movimentado e aos 3 a Fúria quase marcou, quando Puyol desvia de cabeça e a bola sobra livre para Capdevilla furar com o gol livre, e a Holanda teve a chance mais clara de gol ainda aos 17, quando Robben recebeu passe de Sneijder livre cara a cara com Casillas que defendeu bem o chute de Robben com a ponta dos pés.

Mais a Espanha reagiu e perdeu outro gol na cara. O zagueirão Heitinga cortou mais e a bola sobrou para Villa que na pequena área bateu nas mãos de Stekelenburg. E assim a Espanha foi dominando o jogo, pressionando, mais faltou o gol. A Holanda só veio assustar no finzinho do da fase complementar, novamente um passe de Sneijder para Robben que ficou cara a cara com Iker Casillas e perder o gol.

Na prorrogação do jogo os 15 minutos foram exclusivos de ataques espanhóis com a Holanda se defendendo e assistindo o jogo, a principal chance foi nos pés de Fabregas que recebeu enfiada de bola de Iniesta, o craque do Arsenal bateu pro gol mais Stekelenburg defendeu como Casillas nos lances de Robben, o jogo era realmente dos dois goleiros que pegaram tudo. Na segunda parte da prorrogação a Holanda perdeu Heitinga que foi expulso, e então passaram a jogar com um a menos e com o domínio espanhol, e o gol da Fúria veio aos 10 minutos, quando Fabregas deu belissimo passe para deixar Iniesta livre e mandar um foguete pra dentro do gol, O gol do titulo, o gol do primeiro titulo da Espanha e o gol da terceira derrota Holandesa em finais de copas.
E assim a Fúria bravamente conquistou seu primeiro titulo em copas, um titulo merecido, com o futebol bonito e envolvente.

Parabéns Espanha!!!

Um comentário: