2 de setembro de 2010

Palmeiras X Arbitragem - O que a diretoria pode fazer?



Ter Valdivia e Kléber no mesmo time é uma dor de cabeça, tanto para os adversários quanto para a arbitragem. Eles sofrem com o chamado "rodízio de faltas". Ontem na partida contra o Fluminense, ficou claro. Gum, Leandro Eusébio e o resto do sistema defensivo tricolor, exageraram na marcação sobre as estrelas palmeirenses.

Não é a primeira vez que Felipão fica na bronca com a arbitragem quanto a isso. É compreensível que jogadores do talento e da qualidade dos dois tenham que ser parados com falta, mas a forma consecutiva que isso acontece tira o brilho do jogo. E a forma com que a arbitragem age, punindo os infratores apenas de forma verbal, irrita ainda mais os palmeireses, pois isso faz com que as faltas não parem.
O Palmeiras sofreu algo parecido ultimamente, quando o Campeonato Brasileiro se aproximava das últimas rodadas, o Palmeiras ainda não tinha tido um pênalti sequer marcado em seu favor! E pra piorar, muitos pênaltis marcados contra. A diretoria do Palmeiras tomou atitude e entrou com um recurso contra a comissão de arbitragem.

O que aconteceu? No jogo seguinte já teve um pênalti a seu favor, e até os duvidosos foram marcados. Portanto se o palmeirense não quer deixar que os defensores adversários estraguem o jogo de seus craques, o Palmeiras tem que fazer o mesmo. Só assim funciona. Se começar a expulsar os atletas quando merecem, o número de faltas diminuirá e a justiça será feita.

Postado às: 22h13

Nenhum comentário:

Postar um comentário