2 de maio de 2011

É o Bonde do Mengão sem freio


O Flamengo entrou na onda do Bonde do Mengão sem freio e não parou! Venceu o Vasco nos pênaltis, ou melhor deixou o Vasco perder, já que a equipe cruz-maltina desperdiçou 3 penalidades (Bernardo, Filipe Bastos e Élton). E para a comemoração não poderia faltar o "bonde"; camisas comemorativas ao 32º título (desta vez invícto) do Cariocão foram lançadas com a frase "Mengo sem freio".

Parabéns ao Flamengo, que jogou melhor que o Vasco nos 90 minutos de bola rolando e graças a Fernando Prass não marcou. O goleiro vascaíno fez importantes defesas e ainda levou um susto nos minutos finais ao ver um chute forte de Thiago Neves passar perto de sua meta. Felipe também agarrou bem, mas foi menos acionado com chutes de risco.

Agora com o título do Cariocão o Flamengo pretende não parar e quer(deve) seguir invicto na Copa do Brasil. E acho que não para mesmo não e segundo meus palpites enfrenta o São Paulo que também vem embalado na competição; final é final e prefiro agora não me arriscar a dizer o campeão da Copa do Brasil.

O árbitro Luiz Antônio Silva dos Santos fez uma partida regular. Deu amarelos desnecessários e não deu em vários lances necessários. Ronaldinho Gaúcho, por exemplo, poderia ter evitado um pisão na perna de um atleta vascaíno, mas "preferiu" a pisada, e o juiz não mostrou o cartão, que se fosse vermelho eu não me surpreenderia. Nos lances finais expulsou Willians e Allan diretamente de forma errônea. Os dois discutiram bastante, mas nada que justificava o vermelho direto, uma chamada de atenção e um cartão amarelo à Willians (que cometeu uma falta) bastavam.

Nenhum comentário:

Postar um comentário