6 de agosto de 2011

Coluna do Guilherme Silveira: Chegou a sua hora


De campeão da Champions League à reserva do Fluminense. Deco, um jogador que já deixou sua marca em tantos clubes gigantes, como Barcelona e Chelsea, hoje se encontra completamente parado no tricolor carioca; o meia se lesiona frequentemente, e já não é útil para a equipe. Com 34 anos o jogador que chegou como ídolo já está esquecido pela torcida. E com esta idade avançada ele se encontra frente a questão: aposentar-se ou não. Sem espaço na equipe que já se encontra montada sem sua presença e além de estar fora de ritmo o melhor a fazer seria pendurar as chuteiras.

Deco está parado há muito tempo, com uma lesão seguida da outra. Digo que já não é mais um desfalque importante, pelo simples fato de o Fluminense já ter montado sua equipe sem o atleta. Outro fato importante é que com a idade avançada o jogador terá um tempo de recuperação maior ainda (já que ainda está lesionado). Após se recuperar, Deco deverá entrar em forma, voltar a jogar no nível dos seus companheiros que são muitas vezes 10 anos mais novos. Expressando a minha opinião, não sendo nem um pouco sensacionalista, a volta de Deco aos gramados seria uma verdadeira odisseia.

O craque fez história em diversos clubes da Europa, e também foi jogador de seleção; ao lado de Cristiano Ronaldo, Pepe etc, conquistou o 3º lugar na Copa de 2006 para Portugal, e quando esteve com certa regularidade em campo era convocado facilmente.

Um jogador que conquistou títulos por onde passou agora sofre com o “fantasma” da idade, onde surge um maior número de lesões. A aposentadoria de Deco, que teve tantos feitos durante a carreira, seria uma gigante perda para o futebol mundial. As chances de ele se recuperar, ficar 100% e voltar são remotas, porém ainda há uma luz no fim do túnel. Um exemplo de volta por cima é o nosso Ronaldo, que passou por várias lesões e operações. Com todas os impedimentos Fenômeno driblou as dificuldades e voltou à campo em alto nível. Todos nós torcemos para que o Deco se recupere o mais rápido possivel, porém, se decidir parar não será uma má escolha.

2 comentários:

  1. Creio que tenha chegado a hora de Deco realmente pendurar as chuteiras. Aprecio seu futebol, mas vejo o quanto está sofrendo para entrar em campo.

    Saudações!!!

    ResponderExcluir
  2. Deco, raramente joga e quando joga passa um aperto, fora a pressão da torcida... Ele chegou como craque e está saindo pela porta dos fundos, podemos dizer assim, já que não deixou seu nome marcado. Eu, por exemplo, nem lembrava que o Deco jogava no Flu.
    Abraço

    ResponderExcluir