14 de dezembro de 2011

O prêmio de melhor goleiro do ano vai para...

Foto: Picture-Alliance
O Prêmio da FIFA para melhor jogador do ano tem um imenso glamour. Existe uma expectativa ao redor de quem vencerá, mas temos apenas uma certeza: Ele não será um goleiro. De todas as premiações nunca um goleiro foi eleito o melhor jogador do mundo. O que chegou mais perto disso foi Oliver Kahn, em 2002, quando ficou em segundo lugar.



Penso que deveria existir uma premiação apenas para o melhor goleiro do ano, nada de aparecer o nome do arqueiro na lista dos 23 melhores, ou então na seleção de melhores do mundo. Deveria haver algo tão chamativo e importante como a eleição de craque do ano.

Um dos motivos de eu defender essa ideia é o simples fato de ser impossível comparar um jogador de linha com um goleiro. Há como saber quem é melhor, Casillas ou Xavi? Realmente não há critérios de comparação entre os dois. Os defensores, meias e atacantes que briguem entre si, vendo quem fez mais gols, foi mais eficiente, participou mais, dentre outros motivos de disputa.

Entendo que é algo difícil de ocorrer, pois o gol em si é mais chamativo, marcante e adorado do que uma bela defesa. Aquele golaço de falta ou aquela bomba de fora da área ficarão mais marcados do que uma defesa que salvou o jogo.

Os goleiros também merecem um mérito. Rogério Ceni, por exemplo, teve uma carreira brilhante e jamais ganhou um prêmio internacional glamuroso. Ele, e muitos outros goleiros, também merecem, portanto creio que uma premiação oficial da FIFA deveria ser criada para eleger o melhor arqueiro do ano; com os mesmos moldes do melhor jogador do ano.

Nenhum comentário:

Postar um comentário