14 de dezembro de 2011

Planeta Bola: Preciso e fechado


O Santos começou bem sua caminhada no Mundial de Clubes e já está garantido na final da competição. Agora, Neymar e cia aguardam o vencedor do confronto entre Barcelona e Al Sadd. Ontem, fiz a análise do Kashiwa Reysol e hoje trago a vocês um pouco do Al Sadd, clube do Catar que pretende surpreender o gigante da Catalunha e, assim, estragar o tão aguardado confronto entre Neymar x Messi, Santos x Barcelona.



Atual campeão da Liga dos Campeões da Ásia, a Raposa do Deserto (como é conhecida a equipe) tem como técnico o uruguaio Jorge Fossati, que treinou o Inter durante parte do ano passado. O time vem em uma seca de títulos nacionais que já soma 4 anos, a conquista do importante título asiático amenizou a situação interna do time, que chega a semifinal do Mundial após ter vencido, com certa ajuda da arbitragem, o Esperance, equipe da Tunísia, por 2 a 1, ressaltando bem duas características de times treinados por Fossati: a retranca e o oportunismo.

Prancheta feita no Tactical Pad
A forma de jogar da equipe é bastante simples. O Al Sadd mantém seu esquema tático baseado no 4-4-2 clássico, com duas linhas de 4 tanto na defesa como no meio-campo. O time joga fechado e costuma basear seu jogo no contra-ataque, sempre se aproveitando das chances as quais possui.

Quanto a jogadores que merecem destaques, podemos ressaltar Kader Keita que costuma construir boas jogadas, assim como Khalfan que é um dos principais jogadores da seleção do Catar também. No ataque, encontramos Niang, atacante ex-Fenerbahçe que foi decisivo na Liga dos Campeões Asiática e o homem de decisão da equipe para tentar surpreender Messi e cia.

Além da falta de qualidade técnica, o time de Jorge Fossati apresenta diversas falhas, principalmente no sistema de marcação do meio-campo. Na competição continental, o Al Sadd  colecionou tropeços fora de casa por encontrar grandes dificuldades em se impor quando joga longe de seu estádio. Tais situações preocupam, ainda mais quando se tem um Barcelona pela frente.

A chance da equipe do Catar surpreender o Barça é menos do que mínima. O mais provável é mais uma goleada dos catalães com direito a show dos craques, mas quem sabe não surge uma oportunidade para o time de Fossati? Aí meu amigo, pode colocar no Top 10 das maiores zebras do futebol. Aguardemos para ver no que dá.

Felipe Ferreira (@felipepf13) tem 14 anos, é fanático por esportes, sobretudo o futebol, e escreve em seu blog: http://territorioesportivo.blogspot.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário