19 de julho de 2012

Vergonhoso

Flamengo e Corinthians se enfrentaram ontem, no Engenhão, em um clássico de grandes torcidas. Era a maior contra a segunda maior do Brasil (quiçá do mundo) e o clima pesado. Tudo indicava que seria um jogo equilibrado, mas a vergonha começou antes mesmo do jogo começar. Joel Santana preferiu tirar Luís Antônio (que vinha bem) para deixar Renato, Ibson e o esquentadinho Aírton no meio-de-campo.

Se não bastasse essa falha do time rubro-negro o jogo já começou melhor para os corintianos. A pressão era maior por parte do atual campeão da Libertadores e o Flamengo estava completamente desligado. Tão desligado que aos 27 do primeiro tempo Bottinelli entregou de bandeja a bola para o barrigudo Douglas (ou seria o Tufão?) marcar o 1 a 0. Se o argentino entregou o primeiro gol, Renato de um belíssimo passe para novamente o substituto de Alex marcar: 2 a 0.

E não parou por aí. Romarinho teve algumas oportunidades, contudo não deixou sua marca. O talismã corintiano acertou um passe para Danilo que em boa fase acertou uma bomba indefensável para o goleiro Paulo Victor.

Paulo Victor o qual deveria ter sido muito elogiado, afinal, não teve culpa nos gols e se não fosse ele poderia ter sido pior. Em outro lance vergonhoso Aírton cometeu um pênalti infantil no atacante Emerson Sheik. O próprio Sheik foi para a cobrança... desta vez nada de vergonha, o goleirão rubro-negro fez uma ótima defesa.

Enfim, de bonito só a defesa do pênalti, fora isso o jogo foi completamente alvinegro em pleno Rio de Janeiro. E a torcida? Nenhum pouco feliz. Torcendo de costas para evitar o pior. Talvez assistir a arquibancada fosse mais interessante porque o time do Flamengo não demonstrou bom futebol em nenhum momento da partida.

Acompanhe o NossoFutebolClube também por Twitter e Facebook

Nenhum comentário:

Postar um comentário