19 de agosto de 2012

Adeus, Tricolor

Ao saber da venda de Lucas, semana atrás, admito que como são-paulino fiquei muito triste. O camisa 7 além de elevar o nível do futebol brasileiro fazia a diferença em jogos do Tricolor, como provou neste sábado contra a Ponte Preta, no qual marcou um dos gols. A tristeza não foi tão grande devido ao fato de mantermos o menino até o fim do ano, mas a questão é: será que vale a pena? Como aconteceu em outros casos, será que ele não tirará o pé em jogadas mais duras?

No caso Lucas acredito que não completamente. Obviamente ele vai se preservar, afinal já tem um futuro certo e quer cuidar dele, além de provar que vale sim os 108 milhões de reais investidos pelo Paris Saint-Germain. Entretanto acredito que pelo amor e pelo tempo de casa a raça deve ser a mesma. Não vai diminuir o ritmo por preguiça e por não dever mais nada ao Tricolor do Morumbi, mas para preservar sua integridade física. Esse ideia me veio a cabeça após o Muleque do Gol - como apelidou o grupo Mesclado - balançar as redes e beijar o escudo do seu clube de coração.

A torcida gosta dele e ele gosta da torcida. É uma paixão mútua que deixará saudades para os dois lados e será justamente isso que Lucas quer deixar. Saudades, por tudo o que fez ou tentou fazer. Não mágoas pela falta de títulos. É bom ser lembrado por o que fez e não por o que deixou de fazer.

Acompanhe o NossoFutebolClube também por Twitter e Facebook

Nenhum comentário:

Postar um comentário