26 de novembro de 2012

Lá vem a Copa

Tatu Fênomeno e o Ronaldo Bola.
A bagunça e a desorganização na preparação da Copa do Mundo de 2014 não bastavam, agora o marketing também gera desconfiança em relação à realização do evento.. Mascote, bola e pôsteres já foram apresentados e apenas esses últimos se salvaram.

Primeiramente, de quem foi a ideia de colocar nome em bola de futebol? Nos meus tempos de criança não existia locutor mugindo o nome da bola (vide "Jabulaaaaani") muito menos nome comercial. Brazuca? Bossa Nova? Samba? Que nada, sou a favor de "Bola da Copa".

Em segundo lugar, nem Fuleco, nem Amijubi e nem Zuzeco lembram o Brasil. Um me lembra fuleiro, o outro um "zé-ninguém" e sobre o que sobrou nada me vem a cabeça. Se a ideia do marketing era retratar o país verde-amarelo, o resultado foi dos piores. João da Silva me lembra mais o nosso país do que qualquer um desses nomes.

Os posteres ficaram legais. São Paulo, Manaus, Rio de Janeiro, Salvador, Recife, Natal, Porto Alegre, Fortaleza, Cuiabá, Curitiba, Brasília e Belo Horizonte foram bem representados seja mostrando a fauna, a flora, a diversidade cultural ou simplesmente construções da cidade.

Espero que em 2014 não vejamos Mr Catra e Léo do Parangolé abrindo a Copa, Neymar com mais um penteado bizarro e vários brasileiros idolatrando Rooneys, Iniestas e principalmente Messis. Esses detalhes podem parecer problemas pequenos, contudo são a ponta do iceberg que apontam o naufrágio da realização de uma Copa dos Sonhos.

Acompanhe o NossoFutebolClube também por Twitter e Facebook

4 comentários:

  1. Texto perfeito! Puxa saco do exterior!
    Sou a favor do João da Silva e a bola tinha que ser a "Gorduchinha"!!! Ri demais com o Tatu Fenômeno e o Ronaldo Bola!

    ResponderExcluir
  2. É isso aí, Matheus! kk
    Fiquei sabendo que a Adidas e a CBF até queriam "Gorducinha", mas já estava protegido por direitos autorais. Brazuca nem é tão ruim, o difícil é ter que aguentar "braZuca", com z, deveriam escrever em português coerente. Já que Brasil é com "s", vamos fazer "Brasuca" com "s"!
    Abraço

    (Detalhe, o corretor ortográfico do Blogger corrigiu todos os "brazucas" deste comentário, menos o "brasuca" kk)

    ResponderExcluir
  3. São absurdos do mundo moderno: numa era mercantilista em que tudo vira dinheiro, até a bola tem que ter nome. E aquilo que deveria de fato ter um nome, caso do mascote, acabou com opções péssimas que não agradaram. Temo ainda pelos shows de abertura e encerramento, como você citou. Não pelos ritmos samba, pagode ou funk, mas pela imagem que será passada. Na boa, sem preconceito, mas acaba com a "cara" do país!

    Felipão = Dunga + Mano. Entenda no blog: http://www.futebronca.com.br/2012/11/b734-oportunidade-perdida.html

    Saudações!!!

    ResponderExcluir
  4. FuteBRONCA,
    É isso mesmo. Até a bola teve que ganhar nome! Sobre a abertura da Copa, citei os dois cantores por de fato não passarem uma imagem tão boa do Brasil, com vulgaridade e pouca criatividade.

    Abraço

    ResponderExcluir