17 de fevereiro de 2013

Sem sorte no jogo, feliz no amor

"Sem sorte no jogo, feliz no amor". O ditado descreve perfeitamente a situação perfeita para descrever Neymar. A vida amorosa do atacante está boa, visto que anunciou recentemente o namoro com a atriz Bruna Marquezine. Entretanto no mundo da bola ele não esteve com tanta moral.

O Santos prometia vencer com uma certa facilidade a Ponte Preta, neste domingo, contudo sofreu e acabou derrotado por 3 a 1. O prejuízo após o fim do jogo já era o suficiente para garantir esse título ao texto, contudo houve um fato ocorrido no fim do primeiro tempo que intensificou a situação.

Depois de já estar perdendo por 1 a 0, Neymar se lançou completamente para o ataque e tentou, tentou e tentou. Só não pode arriscar mais, pois se envolveu em uma troca de agressões com o lateral Artur e foi mandado para o vestiário mais cedo junto ao ponte-pretano. Houve a dúvida por todas as partes e após confirmar com o assistente, o árbitro Luiz Flávio de Oliveira expulsou os dois atletas. Justíssimo!

O Príncipe Sueco acertou propositalmente (já que a bola estava distante do atacante) um chute no adversário que retribuiu ao agarrar o rosto do santista. Dois cartões vermelhos já parecia demais, contudo, ao meu ver, ainda faltou um, ao zagueiro Cléber. Ele também agarrou Neymar e ainda procurou confusão com os santistas.

A polêmica foi criada, mas de qualquer forma o juiz não agiu bem, sendo generoso ao não apresentar o cartão à César. As expulsões foram merecidas ou não? Independente disso, o loirinho da Vila foi expulso e com felicidade no amor, foi infeliz no jogo de hoje.

Achou que o juiz exagerou? Um cartão amarelo bastava? E no caso do zagueiro César? Opine nos comentários argumentando o porquê.

Facebook | Twitter

Nenhum comentário:

Postar um comentário