1 de junho de 2013

A Era Pós-Neymar


Neymar deixou o Santos de deixará muita falta, visto que o time já sente falta de uma referência em campo para a qual podem tocar e resolver o jogo com um drible, uma passe ou um chute certeiro.

Ao mesmo tempo que Neymar deixará saudades, saindo pela porta da frente, Muricy Ramalho não tem o mesmo destino; mesmo vencendo dois campeonatos paulistas, uma Recopa e uma Libertadores, o técnico era bastante criticado pela torcida e parece que não deixará saudades.

Raramente sou a favor da demissão de um técnico, ainda mais um que venceu uma Libertadores, e era contra a saída de Muricy até a semana passada. Mas o que aconteceu para eu mudar de opinião? Basicamente a saída de Neymar, que mexerá completamente com o time que terá que partir mais para cima e tentar vencer sem o craque da onze. E partir pra cima não é lá o jogo do Muricy, era bem mais provável que colocasse três volantes e buscasse espaços no contra-ataque, justamente o que a torcida não quer e o Santos não precisa. Mesmo sendo um bom treinador, já era hora do Peixe respirar novos ares e fazer uma reformulação geral no time para se livrar da dependência do de Ney.

Para substituí-lo vejo como mais adequado os nomes de Mano Menezes ou de Dorival Júnior. O primeiro deu muito certo enquanto treinador do Corinthians, já o segundo obteve sucesso no próprio Santos ao lançar Neymar como grande jogador e venceu uma Copa do Brasil.

Fala-se muito no técnico Marcelo “El Loco” Bielsa, que já foi zagueiro do Peixe, logo possui uma identificação com o clube, e treinou o Athletic Bilbao na campanha do vice-campeonato da Europa League. Entretanto para se adaptar ao futebol brasileiro, o argentino precisará de tempo e terá de contar com a paciência dos torcedores, o que não costuma haver no Brasil.

Em meio a todas essas duas importantes saídas do Peixe, o time apresentou sua nova camisa home. Simples e diferente de tudo o que eu esperava no Santos a camisa ainda me causa estranheza. O amarelo na manga não é lá das cores que mais encaixariam no clube, quem sabe um dourado, um cinza ou até um azul poderiam cair melhor. Fora do corpo ela é melhor do que vestida na apresentação (quem sabe em campo eu mude de opinião).

Unindo todos esses momentos, subtraindo as saídas e restando as novidades no time existem dois meninos que tem tudo para serem as novas joias do alvinegro praiano: Victor Andrade e Gabigol, justamente os jogadores-modelos na apresentação do uniforme. Eles são a esperança da torcida santista,que quer que depois da Era Neymar, sejam esses dois os nomes em evidência no clube e no Brasil.

Facebook | Twitter

Nenhum comentário:

Postar um comentário