22 de agosto de 2013

Pranchetão 2013: Manchester City


Os citizens foram, como de praxe nos últimos anos, um dos clubes que mais gastaram em contratações. Nesta janela foram quatro contratações: o volante Fernandinho, o meia Jesus Navas e os atacantes Negredo e Jovetic. O destaque fica para o brasileiro devido a forma de jogo de Manuel Pellegrini que combina tanto quanto arroz com feijão com o estilo de jogo desses de Fernandinho.

Usando o 4-2-2-2, o novo técnico do Manchester City tem conseguido distribuir bem os principais jogadores em campo, mas o foco do jogo é sempre pelo faixa central do campo. A defesa é a já bem conhecida pelos torcedores, sem alterações em relação ao ano passado ela é composta pelo goleiro Hart, o lateral-direito Zabaleta, os zagueirões Kompany e Lescott e Clichy na lateral-esquerda.


O meio é o mais fantástico deste time. Não há um jogador destas duas linhas de dois que não seja, além de versátil, um grande pensador.

Yaya Touré e Fernandinho são os dois volantes influentes no jogo e que se revezam nas funções de defender e atacar. E isso é magistralmente feito centenas de vezes durante o jogo e muitas vezes é esse estilo de jogo que leva às vitórias, como foi muitas vezes no ano passado quando apenas o costa-marfinense exercia a função.

Mais a frente dos camisas 42 e 25 está o sensacional David Silva e o recém-contratado Jesus Navas. Este é mais velocista e tem o costume de ir para a linha de fundo, contudo quando jogava no Sevilla não deixava de arriscar petardos de fora da área. Já Silva é mais um ótimo passador e possui características mais centralizadoras, perceptíveis pela sua movimentação em campo.


Assim como a defesa o ataque é igual ao do ano passado: Agüero chega de trás enquanto Dzeko faz a função de centro-avante/pivô. É bom destacar que agora eles possuem reservas (visto que Tévez e Balotelli ou estavam brigados com o time ou suspensos frequentemente). Jovetic, pela velocidade, deverá ser o substituto o argentino da camisa 16 enquanto Negredo poderá ser o suplente do bósnio.

Esse time promete ainda mais do que o do ano passado. Depois do título da temporada 2011-12 o time caiu de rendimento e arrecadou apenas o vice na última temporada ficando 11 pontos atrás do Manchester United. Com uma equipe mais forte tanto entre os onze titulares quanto com os reservas, o sheik Mansour bin Zayed Nahyan deverá ter motivos para sorrir ao fim dos campeonatos, nem que seja com a conquista de uma copa.

Facebook | Twitter

Nenhum comentário:

Postar um comentário