19 de junho de 2009

São Paulo 0 X 2 Cruzeiro

Ontem fui ao Morumbi assistir São Paulo X Cruzeiro, o São Paulo não jogou nada, sua torcida o empurrava mas de nada adiantou, derrota por 2 a 0, um gol de Henrique 22 do segundo tempo, e outro aos 35 de Kléber. Estava pela primeira vendo uma partida de times grandes, fiquei chateado, mas foi bom só de ter ido.

Resumo
No primeiro tempo o São Paulo começou bem mais com a expulsão de Eduardo Silva o futebol do time paulista piorou e assim vieram os ataques do Cruzeiro. No primeiro tempo quem melhor jogou foi Marlos que puxou o time para frente, que deu um belo passe para Borges que acabou desperdiçando. No segundo tempo saiu Washignton e entrou Dagoberto, que a torcida tanto pedia, também saiu Jr. César para entrar Hernanes, com a expulsão de Eduardo o São Paulo teve de perder os ataques pelas laterais que estavam funcionado para reforçar o meio campo enfraquecido. O Cruzeiro "se ligou" que o São Paulo não trazia perigo e foi pra frente, Borges até tentou mais Fabio defendeu com facilidade. O gol de Henrique foi aos 22 quando arriscou de fora da área com muito efeito, nem Júlio César pegava, já o gol de Kléber foi de penalty após o juiz marcar mão de André Dias, que acabou expulso, a torcida gritou o nome de Dênis mas nada adiantou, Cruzeiro 2 X 0.

Gritos da Torcida
No fim da partida o Cruzeiro já se animava, cantando músicas como:
"Ei você aí, avisa ao Barcelona que o Cruzeiro vem aí"
outras que até eu que estava no estádio não entendi pela pequena quantidade de cruzeirenses, mas cantaram alguma coisa do tipo:
"... saiu do Mineirão para ganhar no Morumbi"
e outras "zoando" as músicas do tricolor.
Mas a torcida do São Paulo se irritou quando começaram a cantar aquele grito dizendo que Fabio era o melhor goleiro do Brasil, os tricolores rebateram com a mesma música consagrando Rogério Ceni.

Por Cima: Marlos, mesmo com o São Paulo perdendo ele jogou com raça.
Por Baixo: Hernanes e Washignton, simplesmente não se esforçaram.
Artilheiro: Kléber e Henrique, um gol cada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário