17 de junho de 2010

A Europa, por FootEuro (Eslovênia e Eslováquia - Série Análise Copa)

Por: Matheus Pereira (FootEuro)

FIGURANTE? SÓ PARA NÓS.

No ataque da "zebra", Novakovic "reina". É craque, mas a inconstância de seu parceiro, Dedic, é que preocupa os dragões. Tá, é uma certa constância em ir mal. Não faz muitos gols, e precisa "ajustar a chuteira". Ljubijankic é mais preparado para sua vaga (mas dizem que a Globo pediu para não colocar, porque o Galvão não saberia falar o nome,rs).

No meio, Koren é o único sobressalente. Joga muito, e arma as jogadas muito bem, para seus parceiros Kirm e Birsa (que é bom jogador também). Mas a inconstância mais uma vez entra em campo. Dessa vez, é para ver quem joga. Pecnik, Stevanovic, Komac, Radosavljevic ? Fico com o último.

Na defesa, mais uma incógnita. Jokic é bom, mas é lateral. Quase chorei quando o (projeto de ?) zagueiro Suler fez uma coisa daquelas no jogo contra a Argélia (Handanovic, ótimo goleiro, tocou para ele, dormindo, que esperou a bola vir, perdeu e quase fez os dragões levarem o gol). Cesar é grandalhão e habilidoso, duas raridades nas defesas de hoje em dia.

QUAL SERÁ O FIM DO MISTÉRIO?
Não confio realmente na Eslováquia. Sestak e Holosko, ou Vittek, ou Jendrísek, seja lá quem fora jogar na frente, não me mete medo. Irá dever muito das armações.

Agora, no meio, dá para o gasto. Hamsík é realmente um craque, mas ele não conduz um time sozinho, ainda mais tão novo do jeito que é. Strba, Weiss e Kozak devem acompanhá-lo razoavelmente. Mas o meia do Napoli deve colocar bolas à la Fabregas.

A defesa é desconhecida. Em jogos, já vi o Pekarík jogar, e ele não é tão ruim não. Skrtel é do Liverpool e tals, mas está atrás de Agger (Dinamarca) e Kyrgiakos (Grécia). Cech já foi melhor, quando mais novo no Porto, hoje em dia, não deve ter tanto poder de marcação e velocidade.

Amanhã, Grécia e Suíça =)

Abraços.
Objemob.
Objatí.

Postado as 18h05min

Nenhum comentário:

Postar um comentário