24 de setembro de 2010

Com a volta de Lincoln, o que o palmeirense pode esperar?

A fase não é boa, a irregularidade é clara, mas dizer que o Palmeiras não tem time é injustiça. Pode não ter elenco, o que é necessário para vencer uma competição, mas o time em si, que entra em campo, tirando certas lesões é bom.

O fato do resultado não vir como previsto pode ocorrer simplesmente pelo fato do Palmeiras não ter meio-de-campo, para fazer a bola sair da defesa e chegar ao ataque. Para se ter uma ideia, a falta de opções nesse setor é tanta, que tem partidas que o encarregado de fazer a função de meia ofensivo é o volante Marcos Assunção, que faz muito bem, mas não é sua principal posição e joga melhor de volante.
Mesmo tendo o craque Valdívia, o meio-campo carece de um companheiro à ele. Esse seria Lincoln, que vem contundido a muito tempo, mas já será relacionado para a próxima partida contra contra o Flamengo, esse sábado, no Engenhão. Para mim, o torcedor pode passar a sonhar mais alto. Será uma dupla muito eficiente, ainda mais com a presença de Kléber no ataque.
Mas ainda não é o suficiente. O ideal seria uma dupla Valdívia-Lincoln no meio, e como opção no banco, outro Lincoln. Para quem não me entendeu, me refiro a um jogador com um nível semelhante, para quando houver contusão ou suspensão haja um substituto capaz de cobrir o setor e fazer a diferença como cada um dos dois faz.
Outra coisa que falta, além de um lateral esquerdo, porque Rivaldo é realmente lamentável com todo o respeito, é um companheiro para o Kléber no ataque. Tem que ser alguém com os status do Tadeu, só que bem melhor tecnicamente para acertar o time.

Postado às: 16h37

Nenhum comentário:

Postar um comentário