9 de outubro de 2011

A dupla fabulosa

Voltando de lesão, Fernandinho parece ser a melhor opção para jogar com Luís Fabiano.
Luís Fabiano voltou aos gramados e já mostra que o jeito artilheiro ainda está ativo. O Fabuloso chutou bem em sua volta contra o Flamengo e contra o Cruzeiro (apesar de perder um pênalti e falhar em um gol celeste) foi muito bem ofensivamente. Dagoberto afirmou que sairá do São Paulo ao fim de seu contrato; então me pergunto: Quem formará a dupla fabulosa? A diretoria já disse que Fernandinho poderia fazer essa dupla com o camisa 9.

O vice-presidente tricolor, João Paulo de Jesus Lopes, falou muito bem ao dizer que Fernandinho é o jogador perfeito para quando se tem um centro-avante artilheiro na área. O camisa 12 costuma levar a bola para a linha a de fundo e dar oportunidades para os atacantes. Além de estar de saída, Dagol se mostra muito individualista, logo não podemos contar com ele.

Lucas não pode ser considerado um companheiro para Luís Fabiano, uma vez que chega de trás em velocidade. Pode desequilibrar em jogadas individuais, todavia creio que o clube precisa de 2 atacantes. Cícero é uma boa opção, mas acredito que para o decorrer do jogo, precisamos de um cara que possa servir bem o Fabuloso e ainda marcar uns gols.

Ah se ele jogasse o que joga na Seleção Sub-20.
Penso que o ideal seria Fernandinho retornar bem das lesões e fazer o que melhor sabe, levar para a linha de fundo e bater para trás na área. Ainda há a possibilidade do tricolor do Morumbi comprar um novo atacante, entretanto é uma escolha arriscada. Essa contratação provavelmente demoraria para se adaptar, além de não existirem grandes nomes a disposição.

Adilson Batista deve tentar usar o que tem no elenco. Willian José e Cícero por enquanto parecem os substitutos mais prováveis quando Dagoberto sair, caso Fernandinho continue com essas lesões. Vejo o time com os camisas 12 e 9 no ataque o melhor. Lucas e Cícero (ou Rivaldo) chegando de trás, com Casemiro e Wellington de voltantes ficaria perfeito, ao menos no papel.

Nenhum comentário:

Postar um comentário