24 de outubro de 2011

Planeta Bola: De sensação a decepção


Atual campeão da Bundesliga, o Borussia Dortmund começou a atual temporada em ritmo lento. O time vai se encontrando aos poucos na Bundesliga e coleciona decepções na UEFA Champions League, mas, o mais notório é que as avassaladoras atuações que resultaram no título do campeonato nacional não vem sendo repetidas.

A base da última temporada foi praticamente mantida, houve apenas uma perda, que vem a fazer muita falta. Sahin mudou o jeito de jogar da equipe e a forma tática do futebol alemão, o segundo volante que apoia excessivamente o ataque passou a ser soberano nos outros clubes, contudo, o turco tinha um jeito de jogar diferenciado, ditando o ritmo do meio-campo e abrindo espaços para outros jogadores aparecerem e também se destacarem, caso de Kagawa, que não encaixou boas atuações.

Sem o seu principal jogador, fica notório que o Borussia sente um vazio. Tanto que o time se baseia em pressionar muito, acabar bobeando e tomar um gol de contra-ataque, abrindo ainda mais o meio-campo, não conseguindo encaixar a marcação e muito menos conseguir trabalhar a bola com tranquilidade. Resumindo, sem Sahin, o clube não se acertou, ressaltando a importância exercida por ele dentro da equipe.

O jovem elenco do time de Dortmund treinado pela revelação Jürgen Klopp precisa encaixar um estilo de jogo sem seu antigo jogador para quebrar com estigma de que tal geração não passa de grandes atuações na Bundesliga.

Uma das grandes sensações da última temporada na Europa, passa a ter o status de uma das grandes decepções da atual. Coisas do futebol...

Felipe Ferreira (@felipepf13) tem 14 anos, é fanático por esportes, sobretudo o futebol, e escreve em seu blog: http://territorioesportivo.blogspot.com

Um comentário:

  1. Outro grande problema do Borussia, é a perda excessiva de gols que apresenta nos jogos. A equipe cria, mas não conclui. Talvez com a volta de Barrios, isso possa ser sanado, em partes.

    ResponderExcluir