21 de fevereiro de 2012

Uma passagem pela Europa muda tudo!

O que o futebol brasileiro deve ao russo, ucraniano e até mesmo alemão em questão de futebol? Absolutamente nada! Mas muda completamente a vida de um atleta mediano que sai do Brasil fica algum tempo fora e volta. No retorno, o status é outro.


Jogadores como Wagner (do Fluminense), Giuliano (do Dnipro), Taison (do Mettalist) e Wesley (do Werder Bremen) tiveram (ou estão tendo) uma passagem pela Europa. Alguns jogavam bem no Brasil e fizeram a escolha errada ao sair, todavia quando voltaram foram considerados craques de ponta.

Essa situação, muitas vezes, estraga um planejamento financeiro de um clube; como é o caso do Palmeiras. O clube alviverde não levou ninguem muito bom para o Palestra Itália e agora quer fechar com investidor para trazer um jogador mediano que não mudará a situação rebaixada que o time vive.

Wesley parece estar fechando com o Palmeiras e isso pode ser um erro; tanto para o atleta quanto para o clube. O volante não salvará o Verdão, o qual até vive um bom momento, já que não é nenhum atleta cinco estrelas.

Ele saiu do Santos em alta, no ápice dos Meninos da Vila, e foi para a Alemanha, a qual tem um futebol evoluído e projeta jogadores para as grandes ligas. Retornar para o Brasil, nesta fase, seria um regresso; é como dizer: Europa, nunca mais!

Acompanhe o NossoFutebolClube também por Twitter e Facebook

4 comentários:

  1. A mídia faz o que quer. Os clubes brasileiros supervalorizam os caras. A torcida, burra, compra a ideia. E quem paga o pato é o treinador,´lá na frente.

    Fico imaginando qto estes "Wesleys" da vida não ganham por mês para desfilar este enorme "talento" pelos campos....

    Saudações!!!

    ResponderExcluir
  2. Isso esmo Luiz! Tem muito torcedor que vai nessa achando que o cara é a salvação. O Wagner chegou no Flu como o mega craque e nem joga, por que? A diretoria e o Abel sabem que ele não é tudo isso. Não é porque o cara jogou na Europa que virou um mestre.
    Abraço

    ResponderExcluir
  3. Sem dúvidas, isto está crescendo cada vez mais - o cara vai para a Europa como um bom jogador no Brasil e volta como estrela. O Grêmio quase trouxe o Giuliano a peso de ouro. O SP trouxe o Denílson, o Flu trouxe o Wagner. O Cruzeiro, o Walter. Enfim, e outros vários exemplos.

    Mas acho que não é por isso que o Wesley não pode dar certo. Acho que ele pode sim repetir o (bom) futebol que jogou no Santos e ser muito útil no Palmeiras. Aliás, acho que o Palmeiras deste ano está bem a frente em relação ao do ano passado.

    Claro que também há exemplos de jogadores que saíram sem muita fama e voltaram bem: Fred, Éder Luis, Nilmar, Henrique, Cavalieri,...

    Abs

    ResponderExcluir
  4. Diogo, eu não disse que ele dará errado. O Wesley pod ejogar muito, só que no Santos ele já não era um craque. O Palmeiras está querendo contratá-lo achando que vai resolver os problemas.
    Abraço

    ResponderExcluir