26 de maio de 2012

A Nossa Seleção!

O Brasil venceu a Dinamarca por 3 a 1, com um futebol bom no primeiro tempo e descansado no segundo. Um grande feito, uma vez que jogamos sem os nossos peixinhos (Neymar e Ganso) e provamos que a geração 2012 tem futebol pra levar a Olimpíada e quiçá a Copa de 2014.

Realmente esse jogo não valia muito, mas se perdesse era a consagração da crise. Hulk e Oscar merecem ser titulares, ao menos até quando Lucas e Ganso voltarem a jogar bem. Os camisas 20 e 10, respectivamente, participaram efetivamente dos gols. E criaram uma dúvida na cabeça de Mano Menezes: esse ataque é o melhor do que o especulado desde 2010?

Além do meio/ataque, outro setor que me surpreendeu foi a defesa. Thiago Silva é o capitão da era pós-Lúcio e provou isso com os puxões de orelha em Marcelo, Juan e Danilo. Jéfferson é outro que passou segurança e defendeu até quando o jogo já estava parado.

Sem o nosso reizinho-artilheiro destruímos os "poderosos" dinamarqueses que ficaram em primeiro de seu grupo nas Eliminatórias para a Eurocopa apenas no primeiro tempo. Como é natural o Brasil relaxou demais e na segunda etapa tomou alguns sustos, incluindo o do gol sofrido (com participação especial do bandeirinha).

Não foi uma vitória que transformou o Mano em gênio, como também acredito que não são duas derrotas em amistosos ou a convocação (ou não convocação) de um atleta que o transforme em burro. A Seleção é imprevisível e para recuperar a confiança do torcedor tem que vencer os amistosos que estão por vir. Vários brasileiros esquecem rápido do sucesso e deixam o fracasso passar lentamente. É a derrota da qualidade de se auto-menosprezar.

Acompanhe o NossoFutebolClube também por Twitter e Facebook

Um comentário: