5 de julho de 2012

102 anos

Foram 102 anos de uma história sofrida, brigada e por que não "malocada". O Corinthians demorou, mas enfim alcançou o que faltava. O estádio chegará, a Libertadores está mãos e a última Boca foi calada. 102 anos. Campeões do jeito mais corintiano possível, com sofrimento e muita briga.

Os títulos costumam ser marcados por um ou dois nomes no máximo. O Flamengo de 1981 era comandado por Zico. O São Paulo de 1992 e 93 foi guiado pelo camisa 10, Raí. Porém o Timão (difícil sair esse apelido da minha boca) não teve um nome. Foram todos!

Todos mereceram. Uns mais que outros, mas o título foi coletivo. Cássio, Chicão, Leandro Castan, Fabio Santos e Alessandro; Ralf, Paulinho, Danilo e Alex; Emerson "Sheik" e Jorge Henrique mais os reservas são todos campeões. Juntos!

A vitória foi merecida. Foi consequência e premiação de um trabalho bem feito por Tite. Há jogadores desta equipe que não queria ver campeão (um deles, como já deixei muito claro em outros textos é o Jorge Henrique), contudo hoje não é dia de criticar. Depois de 102 anos é dia de festa; dia do corintiano.
Parabéns!

Acompanhe o NossoFutebolClube também por Twitter e Facebook

Um comentário:

  1. Comprometimento e profissionalismo. São estes os 2 fatores que fizeram do Timão campeão invicto. Sem um craque, mas também sem vaidades e com solidariedade e competência de sobra, não há uma vírgula a ser colocada ou tirada na campanha.

    Saudações!!!

    ResponderExcluir