6 de julho de 2012

Ney Franco, a aposta certa

O São Paulo anunciou recentemente que Ney Franco, o técnico da Seleção Brasileira Sub-20, será o novo comandante do clube. Das opções viáveis todas seriam apostas e com Ney Franco não foi diferente, contudo o diferencial de saber trabalhar bem com as categorias de base o transformou na melhor opção do Tricolor. Ele vive uma boa fase, entretanto jamais conquistou um título expressivo.

Ele não vem para ser mandão como Muricy Ramalho e Emerson Leão mas sim para fazer um trabalho semelhante ao de Ricardo Gomes. Um técnico amigo, entendedor do futebol e inteligente. Sua filosofia de trabalho se encaixa na do Tricolor do Morumbi, uma vez que visa utilizar e revelar jogadores das categorias de base.

Outro motivo da escolha ter sido das melhores é que boa parte do elenco do São Paulo já trabalhou com o treinador. Bruno Uvini era o capitão com Ney Franco, Willian José e Henrique (emprestado ao Sport) eram artilheiros, Lucas o craque e Casemiro o armador ideal. Caso se acerte novamente com esses atletas os são-paulinos já podem começar a comemorar, porque vitórias virão.

Apesar de todos esses pontos negativos, há que se considerar que o agora ex-técnico da Selê não será um salvador. Como todo técnico ele precisa tempo. O Corinthians campeão da Libertadores é um exemplo a ser seguido. O profissionalismo com Tite foi exemplar e com o entrosamento equipe-treinador ele pôde alcançar um Brasileirão e a taça mais cobiçadas das Américas.

Ney Franco chega para comandar o novo São Paulo, que contratou Rafael Tolói e promete trazer outro zagueiro, além de um meia e um atacante. Ele está longe de ser um Muricy Ramalho, Tite ou Felipão, todavia pode fazer uma boa temporada, como foi com Ricardo Gomes, o qual também não é um treinador fabuloso.

Acompanhe o NossoFutebolClube também por Twitter e Facebook

2 comentários:

  1. Excelente nome. Os garotos do SPFC nunca jogaram tanto como jogaram com ele. E você reforçou muito bem um ponto: o Tite chegou no Corinthians perdendo um Brasileiro na última rodada e sendo eliminado na pré-libertadores. Não foi demitido, e alcançou o vice-estadual, depois o título brasileiro e agora, a Libertadores. Pelamordedeus, Juvenal, agora que você acertou um técnico, tenha paciência com ele. Deixe trabalhar. Não tire Paulos Mirandas da concentração, por pior atuação que ele tenha feito.

    Acho que (finalmente!), agora vai. Mas tenhamos calma com o Ney.

    abs

    ResponderExcluir
  2. É isso ai Diogo,
    Acho que todo técnico tem potencial de sucesso, tudo depende do tempo e do elenco. Alguém duvida que um Hélio Dos Anjos se daria muito mal no São Paulo? Santos? Um técnico de menor nome e experiência precisa de calma, tempo e apoio.
    Abraço

    ResponderExcluir