10 de agosto de 2012

O placar esconde o que foi o jogo em São Januário

Em São Januário, São Paulo e Fluminense duelaram, hoje, com objetivos diferentes, mas com a mesma vontade de vencer. O Tricolor do Morumbi busca entrar no G-4 e garantir uma vaga para a Libertadores, competição que o clube não participa desde 2010. Já o Tricolor das Laranjeiras corre atrás do título junto ao Atlético Mineiro e Vasco. O time de Fred, Rafael Sóbis e Diego Cavalieri saiu com a vitória nas mãos, porém será que a mereceram?

O time comandado por Ney Franco entrou em campo com praticamente só um atacante, Ademílson. Cícero e Jádson eram os armadores e esquema que estava danificado nos jogos anteriores fluiu bem. O problema foi a defesa que falhou feio nos dois gols. Já o Flu não criou muito perigo. Assustou e deixou sua marca duas vezes (com Leandro Euzébio e Fred) devido a falhas da defesa (incluindo Cortez, Douglas e Rógerio Ceni).

Ademílson foi o grande nome do "visitante", já que a todo momento partiu para cima da defesa do time comandado por Abel Braga. Cícero também participou bem, não só na criação, mas também assustando e marcando um o gol solitário do SPFC. Apesar de insistente; o clube paulista não foi eficiente. Nas poucas chances que teve de frente para o gol ou bateu fraco ou assistiu Cavalieri fazer uma boa defesa.

Ambos os clubes tiveram novidades nesta partida "sem sal", porém movimentada. Paulo Assunção entrou em campo pela primeira vez com a camisa do São Paulo, o qual no fim do jogo não conseguiu se sustentar bem com dois volantes de marcação (Denílson e Paulo), Cícero para controlar e apenas Jádson na efetiva criação. Do outro lado foi Diguinho que usou o uniforme tricolor. O volante não jogava desde a Libertadores, quando se lesionou. Nesta 15ª rodada retornou e ajudou seu clube em algumas boas ocasiões. Duas entradas positivas que ajudarão seus clubes à alcançar suas metas.

A partida não foi nada espetacular, contudo um jogo "gostoso" de se ver. Um clube atacando bem, com outro se defendendo e acertando no contra-ataque. Desta forma, conclui-se que esse clássico do futebol brasileiro não merecia ter tido um vencedor. O empate seria mais adequado, mas como sabemos que o esporte não funciona assim; venceu quem foi menos "bobo" e se aproveitou das falhas acumulando assim seus pontos necessários para cumprir seu objetivo. O time do São Paulo se destacou na partida... pelas falhas que o condenaram e decretaram sua derrota.

Acompanhe o NossoFutebolClube também por Twitter e Facebook

Um comentário:

  1. Fala amigo blz?
    Tenho um blog que fala sobre os grandes de São Paulo, se puder faça uma visita e deixe um comentário sobre o que achou. Posto quase todos os dias.
    grandespaulistasfutebol.blogspot.com
    Abraços

    ResponderExcluir