6 de agosto de 2013

Os 11 melhores transferidos da janela

Na janela de transferências de 2009-10, a cena do futebol mudou: aconteceu de clube pequeno virar grande, de grande hegemonias serem reforçadas e de algumas equipes recuperarem suas grandiosidades. O Manchester City fechou com Tévez, o Real Madrid fez a primeira e a terceira contratação mais cara de todos os tempos ao levar Cristiano Ronaldo e Kaká para o Santiago Bernabéu, o Barcelona competiu se reforçando com Ibrahimovic e o Bayern de Munique montava a equipe que viria ser campeã da Europa anos depois ao contratar Mario Gomez e Robben.

Aquela movimentada janela entre-temporadas foi muito importante para a formação dos times que hoje brilham. Agora, nesta onda de transferências, vemos várias mudanças. Barcelona e Real Madrid se mantêm no topo, agora com a companhia do Bayern. Os citizens se mantêm grandes e veem equipes como PSG e Mônaco se erguerem com financiamentos bilionários. Para evidenciar essas mudanças, confira os 11 melhores transferidos desse período anterior à temporada europeia:



G - Reina (Napoli) - Reina é famoso pela ótima fase vivida no Liverpool, mas agora encarada um novo desafio em sua carreira, o de ajudar o Napoli a crescer no cenário europeu.

ZD - Carvalho (Mônaco) - Ricardo Carvalho era ídolo no Chelsea, mas deixou o clube, quando José Mourinho (um fã de seu trabalho) assumiu o comando do Real Madrid, onde o zagueiro não vingou. Agora, no Mônaco ele tentará mostrar o melhor de seu futebol (mesmo que quase de muletas) e ajudar no "projeto Manchester City" do Mônaco.

ZE - Marquinhos (PSG) - O novo zagueiro de 19 anos do Paris Saint-Germain (outro clube adepto da filosofia citizen) se destacou de fraldas na Roma e foi cobiçado pelos gigantes da Europa. Ganhou quem pagou mais (obviamente o PSG).

LE - Digne (PSG) - Lucas Digne também é muleque e também chega ao PSG, que nesta temporada visou reforçar (também) a defesa. Sinceramente, não conheço o menino, mas já que desembolsaram 45 milhões de reais pelo cara e nenhum lateral-esquerdo fantástico se transferiu nessa janela, vale o destaque.

O "desconhecido" Carvajal foi uma grande
aquisição de Florentino Pérez.
LD - Carvajal (Real Madrid) - O Real recomprou Carvajal do Bayer Leverkusen para reforçar sua lateral-direita, desgastada, já que o titular é ARBELOA. O contratado foi um dos destaques da última edição da Bundesliga, portanto, vale a pena ficar de olho.

VOL - Fernandinho (Manchester City) - Esse já era cobiçado a muito tempo, mas só foi deixar o futebol ucraniano nessa janela. Fernandinho chamou a atenção nas recentes boas campanhas do Shakthar na Champions League, interessou os sheiks do City e ai foi só assinar o cheque.

VOL - Paulinho (Tottenham) - Curiosamente o outro volante do time também é brasileiro. Paulinho foi um dos maiores destaques do futebol brasileiro nos últimos anos e demorou para sair. Agora, fechou com os Spurs e deixou os cartolas da terra do spaghetti com água na boca depois de tantos anos de investidas.

M - Götze (Bayern de Munique) - O "Judas" que veste Nike foi uma das maiores contratações na janela. Deixou o clube que era tão fiel para servir justamente o rival. Trocou o Borussia, que vive uma boa fase, mas a qualquer momento pode despencar, por uma situação mais estável no Bayern. Optou pela amante; vamos ver se o caso de infidelidade valeu a pena.

M/A - Neymar (Barcelona) - Neymar é indiscutivelmente a maior contratação dessa janela. O menino ousado e alegre agora mora em Barcelona e joga em um dos melhores times do mundo. Não há dúvidas que tem tudo para render muito mais e quem sabe ser o melhor do mundo nos próximos anos.

A - Cavani (PSG) - Cavani já era sondado a muito tempo enquanto jogava pelo Napoli. Foi para Paris para reconstruir a dupla que fazia com Lavezzi. Para completar a sua chegada só faltava Hamsik (também companheiro de Napoli) pegar um avião para a Cidade Luz.

A - Falcao García (Mônaco) - Falcao fecha a lista mostrando a força dos franceses nessa temporada, que tiveram cinco de onze representantes entre as melhores contratações. O matador colombiano chega ao principado para dar mais peso ao "projeto City". Vamos ver no que vai dar.

*Menções honrosas
Bale tem tudo para, ao lado de Cristiano
Ronaldo, ser futuramente o melhor do
mundo.
Bale - O galês ainda não fechou, mas tem tudo para jogar a temporada 2013-14 com a camisa do Real Madrid e marcando seu nome na história como a transferência mais cara de todos os tempos. Nada mal para quem nunca conquistou um título de expressão.

Bernard - Um desperdício. Um menino que ia na mesma pegada de Lucas tinha tudo para despontar na Europa (a verdadeira, não o LESTE EUROPEU), mas provavelmente irá para o Shakthar, que por mim já pode jogar o Brasileirão com a quantidade de brasileiros que a equipe já tem.

James Rodríguez e João Moutinho - A dupla do Porto, junta a Falcao García, tem tudo para render tanto quanto o fizeram em 2011.

Aubameyong - O atacante do Gabão chegou internacionalmente pouco badalado do Borussia Dortmund, mas já fez os torcedores esquecerem de Götze. Apesar de ser atacante de ofício, no clube alemão, Auba tem jogado como meia (caído pelas pontas) e assim tem rendido muito junto de Reus e companhia.

Napoli - Mas que time é esse? O Napoli era famoso pelo trio Hamsik-Lavezzi-Cavani; perdeu dois deles, mas mantendo o meia moicano e contratando Higuaín, Callejón, Reina, Rafael, Raúl Albiol, dentre outros, os napolitanos podem até brigar pelo título da Serie A.

Facebook | Twitter

2 comentários:

  1. Ótimo texto, Felipe! Das menções honrosas, também destacaria Isco, do Málaga para o Real Madrid; e Thiago, do Barça para o Bayern.

    ResponderExcluir
  2. Fala, Diogo!
    Realmente são outros excelentes destaques!
    Abraço

    ResponderExcluir