25 de agosto de 2014

Era uma vez o patinho feio


Muita especulação, estudos táticos e demonstração de talento, giraram em torno de Dí Maria  nas últimas semanas. Então, depois de muita novela se definiu: o argentino não é mais jogador do Real Madrid. O treinador do clube, Carlo Ancelotti, confirmou: "Dí María vai sair". Muito cobiçado pelo PSG, o jogador já viajou para Manchester, e deverá ser apresentado ainda essa semana.


Com a chegada de James Rodrigues, a concorrência ficou apertada para o argentino de 26 anos, sendo considerado por muitos o patinho feio da nova geração dos "Galáticos", porém para outros é uma peça fundamental. A derrota para o Atlético de Madrid na final da Supercopa da Espanha, evidenciou a falta da velocidade que trouxe "La Décima", que poderia ser reposta com a entrada de Di Maria, mas o mesmo acabou não ficando nem no banco de reservas. 

Por outro lado, os torcedores do Manchester United, finalmente tem motivos para sorrir. Após desastrosa reformulação de David Moyes, Van Gaal trouxe apenas três reforços (Rojo, Shaw e Herrera) que não surtiram efeito nas primeiras rodadas da Premier League, onde os "Red Devils" perderam para o Swasea por 2x1 dentro de casa e apenas empataram com o Sunderand por 1x1. Agora com Dí Maria, pode ter novamente a figura de um homem diferenciado que tanto faz falta após a venda de Cristiano Ronaldo.

Sofrendo com contusões na parte defensiva, provavelmente Van Gaal deverá
mudar o estilo de jogo. Rojo se encaixa na zaga, diferentemente do que aconteceu na
Argentina durante a Copa. Shaw joga pela lateral esquerda, Herrera como segundo volante,
Di Maria pelo lado esquerdo podendo circular pelo meio, como faz Rooney pelo outro lado.
O argentino provavelmente vestirá a camisa 7, que pertenceu a lendas do clube como Best, Cantona, Beckham ou Cristiano Ronaldo, seu colega nas últimas temporadas em Madrid. Tal acontecimento é apenas simbólico, não obstante, o enorme sucesso de tais jogadores expõe as enormes expectativas criadas acerca da herança da mitológica camisa. Ainda assim, o ex-Real Madrid tem enorme chances de com sua habilidade, capacidade de definição e criação de jogadas figurar nos próximos anos no hall de craques do United.


Nos merengues desde 2010, "Dí Magia" fez um total de 190 jogos e marcou 35 golos, tendo ganho um Campeonato Espanhol, duas Copas do Rei, uma Supertaça espanhola, uma Supertaça europeia e uma Liga dos Campeões, na qual foi considerado o melhor jogador da final.

Facebook | Twitter

Nenhum comentário:

Postar um comentário