16 de dezembro de 2009

NF Entrevista: Edu Dracena


A entrevista deste mês é com Eduardo Luis Abonízio de Souza, conhecem? O grande Edu Dracena, que tem este apelido por ter nascido na cidade de Dracena-SP. Edu já atuou pela Seleção Brasileira, teve passagens pelo Olympiakos e pelo Fenerbahçe, mas hoje se encontra no Santos-SP. Confira a bela entrevista:

1. Como você acha que será esta sua volta ao Brasil?
A melhor possível, vim para um grande clube, que sempre briga por titulos. E espero juntamente com meus companheiros conquista-los, assim como fiz em todas a equipes que passei. Por que o jogador so fica marcado pelos titulos que ganha.

2. Deve estar louco para poder voltar a jogar. A programação de recuperação é muito puxada? Como é?
Verdade, estou com muita vontade de jogar, ficar de fora e muito ruim. Você precisa ter uma dedicação, perseverança e uma cabeça focada, por que mexe com seu psicológico por que são 6 meses de tratamento. O tratamento tem que ser em 2 períodos de manhã e tarde, e muito puxados principalmente no começo.

3. Você espera voltar a Seleção Brasileira?
Eu espero sim voltar a Seleção, lógico que tem que ser uma coisa de cada vez. Primeiro preciso voltar a jogar em alto nível, e depois brigar por uma vaga na seleção. Passei por todas a categorias de base da seleção e fui convocados para principal algumas vezes e quero muito dar continuidade no trabalho dentro da seleção principal. Eu vou atrás disso.

4. Como foi esta sua passagem pelo Fenerbahce? Você ainda lembra do estilo pegado do futebol brasileiro?
Foi muito boa a passagem pelo Fener, eu cheguei no ano do centenário e fui campeão, e fiquei marcado na historia do clube. Nos 3 anos de Turquia fui muito feliz, o povo turco me acolheu muito bem. Os turcos são fanáticos por brasileiros. O futebol brasileiro não tem como esquecer, muita qualidade, os jogadores brasileiros tem uma técnica apura e por isso que e sempre os melhores do mundo.
5. Quem foi seu melhor parceiro na defesa até agora em sua carreira?
Tive muitos parceiros de defesa, difícil falar que foi o melhor, mas quem eu mais joguei junto foi o Lugano, foram 3 anos de muito sucesso.
6. Costuma trocar camisas? Tem alguma de algum grande jogador?
Não costumo trocar por o pessoal pede muito a minha camisa. Tenho muitos amigos em Dracena-SP e o pessoal me pede, se eu trocar não tem como dar para eles. Só troco quando algum jogador me pede, mas normalmente não troco.
7. Um sonho: Disputar uma Copa do Mundo.
Um livro: Bíblia
Um ídolo: Jesus Cristo
8. O que costumava fazer em suas horas vagas na Turquia?
Procurava conhecer um pouco da cultura turca, conhecer um pouco da historia, gostava de ir aos restaurantes e shopping. Sou mais tranqüilo e caseiro.
9. Como foi se adaptar a Turquia? Quais eram os costumes deles? Como foi falar turco?
Foi muito rápido minha adaptação, os turcos me deixaram a vontade, me recepcionaram muito bem. O povo parecido com o brasileiro, fanático pelo futebol. Eles são muçulmanos e 3 vezes por dia eles param para orar. E no período no Hamazan(em turco) eles ficam sem comer e beber de dia(a noite pode se alimentar) durante um mês. No começo foi difícil, mas depois vai escutando os companheiros de clube falando, você acaba aprendendo a se comunicar com eles. Mas não e fácil.

Obrigado pela oportunidade.
Espero muito sucesso em sua carreira, e torço para que você feche aquela zaga do Santos.
Mande uma mensagem para os leitores do Blog Nosso Futebol FC:
Muito obrigado Felipe pela oportunidade.
Um abraço, Edu Dracena.

Nenhum comentário:

Postar um comentário