25 de julho de 2011

É com os erros que se aprende

Fomos eliminados de forma ridícula para o fraco Paraguai, nos pênaltis perdendo quatro cobranças. Essa cobranças perdidas caíram para cima de Mano que viveu dias sem saber se seguia no emprego. A torcida brasileira (me incluo nessa) o xingou, o pediu fora e disse que queria Muricy. Depois dessa parece que ele aprendeu e melhorou (e muito) nesta nova convocação para o jogo contra a Alemanha (dia 10/08, em Sttutgart).

O ex-corintiano barrou Adriano, Elano, Jadson, Luisão, Jefferson e Sandro e chamou Dedé, Renato Augusto, Fernandinho, Jonas, Luiz Gustavo e Ralf. Dos novos nomes me surpreendi apenas na convocação do meia do Bayern que mostrou-se versátil e pode acrescentar muito na Seleção.

Resolvi escalar da minha forma a Seleção com os novos convocados. Dos "novos" contratados coloquei Ralf no meio, que vem fazendo um ótimo Brasileirão. Não é um craque, mas faz o simples e necessário de forma brilhante. Gosto de Renato Augusto na frente e o vejo como melhor que Jadson, seria um bom teste. Maicon assumiu minha lateral-direita e fiz um ataque sem um centro-avante, já que colocar Jonas ou Fred não dá. Quero ver Leandro Damião na Seleção, (quando voltar) Luís Fabiano, jogadores que ficam na área para marcar.

As convocações de Dedé e Fernandinho também foram boas. O zagueiro vascaíno, hoje, é um dos melhores do Brasil (se não o melhor) e o meio do Shakthar mostrou um bom trabalho na Champions League passada. Mesmo que para o banco é uma boa tê-los no time.

Apesar de reconhecer que Mano melhorou muito sua convocação eu (o Brasil e o Mundo) não entendemos porque o Marcelo e Hernanes não estão vestindo a amarelinha. Existe um "conflito" entre o lateral do Real Madrid e Mano, porém isso é Seleção e não há espaço para "briguinhas". Não entendo a presença de Fred e Jonas na equipe. Mesmo tendo sido o artilheiro do Brasileirão passado o ex-gremista não merece a posição. Sinto a falta de Hulk e Nilmar nesse ataque.

Reconheço que nosso treinador acertou muito, porém ainda há um grande caminho a percorrer. Pode parecer que não, mas a Copa está vindo aí. Ele terá menos pressão, uma vez que a Seleção já está garantida na Copa. O Brasil não passará por Eliminatórias e até 2013 (Copa das Confederações) teremos apenas amistosos. Querendo ou não Mano terá que tirar e incluir alguns jogadores nesta equipe (assim como foi com Dunga com as saídas de Afonso e Vágner Love; e a entrada de Luís Fabiano).

4 comentários: