13 de outubro de 2010

Vasco faz bonito, vence e afunda Corinthians


Quando se tratava de classificação, o corinthiano podia usar a desculpa de ter um jogo a menos, e muitos somavam inexistentes 3 pontos na tabela como se fosse ter um jogo fácil. E o Vasco provou que ainda sonha alto e fez bonito diante de sua torcida em São Januário.

O Vasco da Gama iniciou a partida com tudo, jogando pra cima do Corinthians, com posse de bola e muito superior taticamente. Logo no início, Zé Roberto recebe, impedido, na cara do gol e chuta pra muito longe, mas nada marcava o bandeirinha.

Logo aos 10 minutos, Zé Roberto recebe mais uma vez nas costas da zaga corinthiana, e mesmo estando novamente impedido, a arbitragem não marca e o vascaíno não tem nada com isso e empurra para as redes, 1-0 para os cariocas. O Vasco seguiu sem deixar espaços para o Corinthians e continuou dominando o jogo.

Iarley perde um gol inacreditável debaixo da trave, e essa oportunidade custou muito caro, pois em seguida, aos 22 minutos, o Vasco ampliava com Éder Luis, que recebeu nas costas de Alessandro lindo passe de Felipe e chutou na saída de Júlio César. 2-0 Vascão.

Até o fim do primeiro tempo, estava muito fácil. A equipe do Vasco deitava e rolava sobre a zaga do Corinthians. Mas na primeira etapa tivemos uma partida muito movimentada e legal de se assistir.

No segundo tempo, não tivemos nem a sombra do jogo que vimos na primeira metade. O Corinthians ficava com a bola, teve maior posse dela mas era apenas passes de um lado pro outro. O goleiro Fernando Prass assistiu o jogo de camarote.

Não há o que comentar da segunda etapa, não aconteceu absolutamente nada. Como disse o comentarista Neto da Tv Bandeirantes, o melhor lance do segundo tempo foi a saída de Souza, que com todo respeito, é um jogador medíocre.

O resultado final provou o que pra mim não era uma dúvida: a crise não tem nada haver com o ex-técnico Adílson Baptista. Eu tinha certeza que sua saída não resolveria o problema corinthiano, e sim, uma equipe desfalcada, envelhecida, e principalmente, muito, mas muito lenta.

Tudo pode acontecer daqui pra frente. Se quiser continuar pensando em título, o Corinthians tem que somar no mínimo 4 pontos nas próximas duas partidas, senão, esquece. O timão visita o Guarani em Campinas e depois faz o clássico com o Palmeiras no Pacaembu.

Na minha humilde opinião, posso queimar a língua depois, mas acho que o Corinthians se sustenta com uma vaguinha na Sul-Americana do ano que vem. Isso mesmo, pra mim nem Libertadores.

Postado às: 23h53

Nenhum comentário:

Postar um comentário